Ava Max fala sobre bullying em entrevista para a Phoenix Mag

“Parece um arco-íris ambulante, mas é feita de aço”, é assim que a matéria da Phoenix Mag define Ava. Nova queridinha do pop mundial, Ava Max conversou com a revista britânica e falou muito sobre bullying na adolescência, sobre as cobranças em relação ao seu comportamento e sobre a relação com os pais. Além disso, a cantora contou como foi crescer com o estigma de ser filha de imigrantes nos Estados Unidos, sobre as dificuldades do início da carreira, e claro, sobre os planos do futuro.

Na entrevista, Ava ainda compartilhou como descobriu seu talento para a música muito jovem e como o bullying moldou o que ela é hoje. “Eu tinha um vozeirão dentro de uma criancinha de 7 anos, era engraçado. Em todas os concursos, os juízes me olhavam tipo ‘é só uma garotinha’ e então eu começava a cantar e eles ficavam ‘Uau!’, ficavam impressionados. Eu acabei ganhando várias competições de música. Aos 14 anos eu já tinha participado de tantos que decidimos nos mudar para a Califórnia. Eu pensei ‘quer saber? Eu nem gosto tanto assim da escola´, porque eu sofria muito bullying, as garotas não gostavam de mim. Todas elas se voltaram contra mim e foi horrível.”

O clipe de “So Am I”, atual single de Ava Max, já ultrapassou 15 milhões de views no Youtube, e figura em 67º lugar no TOP 200 Global do Spotify. A faixa tem uma forte mensagem sobre inclusão e aceitação. O clipe de “Sweet But Psycho” acaba de ultrapassar a marca de 240 milhões de views. A faixa, maior sucesso da artista até hoje, figura nas paradas musicais de diversos países, entre eles Estados Unidos, Reino Unido, Dinamarca, Croácia, Bélgica, Alemanha, Suíça, Holanda e Brasil, mantendo-se no TOP 200 do Spotify no país.

Veja a entrevista completa aqui: https://www.phoenixmag.co.uk/article/ava-max-so-am-i/.