Novidade da cena carioca, Victor & O Chapéu lança o single “Instagram”

Fleet Foxes, O Terno e The Smashing Pumpkins são algumas das maiores inspirações de Victor Wahrsager, de 22 anos, front man da banda assinada pela gravadora Sony, ‘’Victor & O Chapéu’’. Um grande entusiasta de música desde os primeiros anos de vida, estudou piano, violão, guitarra, canto e até banjo.

Com sua personalidade forte, artística e inconstante, já quis ser diretor, cineasta, comediante, jornalista… mas todos os caminhos, independente da área que escolhesse experimentar, os levaram para a sua maior vocação, a música. Até no que diz respeito aos seus hobbies, seu preferido é bem peculiar: criar playlists incomuns. Digamos que, treinando desde criança de forma analógica nas viagens de carro com a família, ele virou um playlister refinado. Um de seus projetos consiste, inclusive, em uma série de playlists que criou a partir de cores Pantone e que convergem sua afinidade para curadoria musical com a arte cinematográfica de evocar emoções através das cores.

Cantor e compositor, escreveu sua primeira canção, “Elevador” , disponível no seu canal do Youtube, com apenas 15 anos, depois de uma desilusão amorosa. Até hoje os relacionamentos são uma das grandes inspirações das suas letras, que formam os primeiros singles oficiais com a gravadora Sony e o produtor Paul Ralphes no projeto Victor & O Chapéu.

Com o desejo de se conectar com o máximo de pessoas através da sua música, convocou seus parceiros de projetos anteriores Felipe Musa (bateria), Bruno Benzaquem (teclado), Rodrigo Soares (baixo) e Beto Saade (guitarra) para acompanha-lo na estrada. O grupo pretende se apresentar ainda esse ano no Rio de Janeiro e em São Paulo.

A primeira música de trabalho, intitulada “Instagram”, é um retrato dos tempos digitais e dos amores líquidos, onde um término de namoro pode virar um jogo de obsessão pautado pelos posts do Instagram. ‘’Te ver online dói no coração’’ e ‘’ Seu feed não tem mais rastro de mim’’ são alguns dos trechos que compõem a música que conversa com os dilemas da geração digital. O clipe, dirigido pelo cineasta Bruno Murtinho, conta a história de uma jornada atravessando o continente até chegar na Califórnia, onde Victor tem uma resolução importante em relação ao término com sua amada.

Ouça “Instagram”: