Veja a capa de “Como Ela Vem”, nova aposta de Papatinho

Dia 31 de janeiro, Papatinho estreia mais uma faixa do seu trabalho autoral, lançado pela Warner Music Brasil. “Como Ela Vem” mistura vários grandes novos nomes da cena do rap e faz valer a mais carioca de todas as misturas: o rap e o funk. O videoclipe, que estreia no último dia do mês, chega literalmente varrendo a cena. Veja a capa do single:

Com roteiro divertidíssimo de Papatinho e PH Stelzer, e direção de PH Stelzer, da Ganja Filmes, produtora consolidada na cena underground e que soma mais de 37 milhões de visualizações no canal do Youtube, o videoclipe narra um dia comum dos amigos garis, onde o jogo virou. 

Eles dão um show de desenvoltura com suas armas mais potentes: as rimas. Os convidados Luccas Carlos, PK, Xamã e Orochi confirmam porque explodem visualizações em vídeos e mais vídeos no YouTube, sejam nos canais ou nos canais das bandas/coletivos. Vestidos de coletores de lixo das ruas, eles chegam varrendo a cena e narram a história de um dia comum num canto da cidade, com final surpreendente.

Este lançamento é uma aposta da Warner Music Brasil para o futuro promissor de Papatinho. No EP “Rio”, que sai em fevereiro, ele ainda promete surpresas como na faixa “Dois Copos”, na qual o produtor escala o maior sambista e o maior funkeiro do momento, com o rapper revelação de 2018 na mesma faixa.

Papatinho virou funcionário do mês em janeiro. Além de lançar o show “Papatinho Chama” na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, para 8 mil pessoas, no Rep Festival, colocar nas lojas digitais o incrível álbum de L7nnon, “Podium”, e de estar em estúdio com o Black Alien, ainda teve tempo de lançar o que fez em seu último rolê em Miami: o single “Bendito”, produzido por ele e em alta rotação em toda América Latina dos rappers @Hadrian e @Litkillah, que nasceram das batalhas de rap do México e da Argentina, consecutivamente. E ainda temos Papatinho fazendo parte do projeto Trapperz, produzido pelo Spotify para promover a cena.

Batalhando ainda pelo Rio de Janeiro, cidade natal do artista, Papato promete para este ano, pelo menos mais três EPs, mostrando tudo que tem sido gravado na Papatunes Records, seu selo, que conta com seis artistas contratados e que em 2018 somou mais de 25 lançamentos. “Poxa Vida!”, diz Papato.