Atraindo olhares da indústria, Laura Schadeck lança “Foi Mal”

Foto: João Pedro Varela

Para Laura Schadeck (18), cantora e compositora, é um prazer participar e realizar tantos projetos. Após trabalhar duro em 2021 e lançar sete singles, Laura também compôs diversas músicas que caíra no gosto do público. Neste momento, mais preparada e focada, após um período de descobertas, a artista encontra-se pronta para 2022. E as novidades prometem!

Em 11 de março, 0h, “Foi Mal”, sua nova música de trabalho, estará disponível, trazendo aos fãs a mistura perfeita entre arranjos melancólicos com vocais suaves. O audiovisual da canção, por sua vez, será divulgado às 11h, no YouTube.

Com imagens intimistas, o enredo exibe momentos de dúvida, angústia e culpa da intérprete, que aparecerá desempenhando o papel de protagonista da história. Com isso, a jovem deseja mostrar momentos realistas, reforçando a importância de respeitarmos todos os processos da vida.
Além disso, a mensagem codifica entre as nuances da melodia a empatia pela dor do ex-companheiro. Segundo Laura, a melhor forma de lidar com todas as situações é com o amor. “Eu acredito que o amor perdoa, purifica e deixa ir, são ciclos e basta entende-los.”, declara.

Com uma performance tocante e visceral, a artista flutua sobre a música que diz ser um desabafo vindo do lugar mais profundo de seu coração, ainda pouco conhecido pelo público. Em ritmo R&B, a obra tematiza sobre o término de um relacionamento, no qual uma das partes rompe a união sentindo-se tranquila. Entretanto, a mesma, solidariza-se pelo sofrimento de quem dividiu suas mais recentes memórias e relata sentir-se mal pela dor alheia, a qual assume-se ser culpada por não vivenciar, o que causa nela diversas reflexões, enquanto só.

De acordo com Laura, o principal requisito para escolher um single de trabalho é sentir, de fato, se a história contada irá causar identificação nas pessoas. Com “Foi Mal” foi exatamente assim, ela conta. “É uma composição minha ao lado da Sabrina Lopes e da Bia Marques. Essa é uma melodia genuína pra gente. Falamos sobre um sentimento que encontra-se em escassez nos dias de hoje, a empatia. Acredito que esta carta aberta será um refúgio para muitas pessoas, por se tratar dos dois lados da história, são tipos diferentes de dor. Mas, mesmo assim, autênticas dentro de cada imensidão de experiências que formam um indivíduo”.

Vale ressaltar que após se redescobrir pessoalmente e profissionalmente, agora, com quase 9 anos de carreira, a cantora e compositora afirma: “Eu quero navegar por todos sentimentos que existe no abismo de ser considerada uma ´recém adulta´, a juventude é muito dinâmica, acho injusto e não quero contar só um pedaço da história”.

Laura Schadeck não se limita a apenas um estilo, tanto de composição quanto de ritmo. Ao longo de 2022 ela promete mostrar mais de si e de toda bagagem que carrega. Garantindo ainda que, quer transmitir uma visão clara de quem se torna a cada dia.

%d blogueiros gostam disto: