Conheça Rachel Rossette, a cantora americana que está investindo em músicas em português

RachelRossette3 - Divulgação_Easy-Resize.com

Rachel Rossette, cantora e compositora americana, lança hoje seu mais novo single, “Eu Gosto”, cantado em português. Este é o quarto single do seu futuro EP, “Gringa no Rio”, que será lançado ainda no primeiro semestre deste ano – antes dele, a cantora lançou “Você me Ganhou”, “Só Quero Dançar” e “Solteira” – todos em 2020. “Eu Gosto” foi composta por Rachel e vem acompanhada de um videoclipe filmado em diversas locações do Estado americano de Utah, onde reside atualmente. Super colorido e animado, ele evidencia outra paixão de Rachel além da música: a dança, e é um convite para aprender a animada coreografia de “Eu Gosto”. O clipe já está disponível no canal do YouTube da cantora.

“Eu escrevi essa música porque eu acho que todas as mulheres gostam de ser tratadas como uma princesa”, diverte-se Rachel. “Sim, somos independentes e fortes sozinhas, mas também nos sentimos bem quando nos tratam como merecemos. E é claro que tem que ser recíproco também né, mas pra música ser mais divertida só falo do que nós gostamos (risos)!”

Sobre as expectativas para o lançamento da música, ela diz: “Eu espero que as pessoas se conectem com essa ideia de que mulheres podem ser delicadas, que isso não é sinônimo de fragilidade. Também espero que as pessoas possam se divertir e dançar muito com a música, claro!”

Rachel Rossette é uma artista americana que acaba de entrar no cenário musical brasileiro. Criada numa cidade pequena ouvindo música country no sul dos Estados Unidos, Rachel morou em Orlando e Washington DC, até se mudar para Los Angeles aos 14 anos para começar sua carreira como cantora. Na Califórnia, a jovem compôs trilhas sonoras de filmes, trabalhou como atriz, fez diversos shows e acumulou prêmios como Single Pop do Ano no Hollywood Music and Media Awards, Melhor Artista em Ascensão pelo Los Angeles Tribune e Melhor Letra Original, pela Nashville Songwriters Association. Também em Los Angeles, ela se apresentou em vários eventos do Grammy Awards, que são promovidos durante o ano com artistas em ascensão. Após dar uma pausa em sua carreira no entretenimento para fazer um serviço voluntário em sua igreja e se dedicar aos estudos, Rachel se apaixonou por um brasileiro (que viria a ser seu futuro marido) enquanto fazia faculdade no Estado de Utah. O amor por ele se estendeu à paixão pela cultura brasileira – incluindo a comida, pessoas e ritmos.

A cantora e compositora conta como se apaixonou pela música brasileira e sobre sua volta à carreira musical: “Amei as batidas da Anitta, Luiza Souza, Gloria Groove, entre outros artistas incríveis. Foi com elas que aprendi português! Nunca fiz aula – minhas professoras foram as divas do pop brasileiro (risos). Mesmo depois de sair de Los Angeles, eu ainda tinha um grande espaço no coração para a música. O namorado brasileiro virou meu marido e me incentivou a continuar na música e seguir meus sonhos – dessa vez no Brasil! Então em agosto de 2020 comecei a me preparar para lançar meu primeiro EP em português.”

Hoje ela compõe em português e conta: “Escrever músicas em português é definitivamente mais difícil que escrever em inglês. Às vezes não consigo traduzir palavra por palavra, então tenho que traduzir o significado no geral. Eu tenho sorte que meu marido corrige a gramática pra mim!”

Para o futuro, ela tem grandes objetivos: “Em breve vamos nos mudar para o Rio de Janeiro para me dedicar 100% à carreira musical, o que inclui o lançamento do meu primeiro EP, ‘Gringa no Rio’, ainda no primeiro semestre deste ano. Estou muito feliz com a mudança e pela chance de morar em um país pelo qual me apaixonei tanto! Espero que todos gostem das minhas músicas e possam se divertir bastante com elas”, finaliza.

Confira entrevista com a cantora:

Conta um pouco sobre esse novo amor que é a música brasileira e suas inspirações. Seu marido te apresentou quais artistas até você chegar a ouvir Anitta, Luisa Sonza…?
Ele primeiro me mostrou “Bang” na versão do Tiago Iorc e então da Anitta, e “Olha a Explosão” do Mc Kevinho, a música que tocamos pra sair do altar do nosso casamento dançando haha! Eu amei as batidas do funk, nunca ouvi algo tão catchy e divertido! Depois disso, eu ouvi todas as músicas da Anitta – tem melhor forma de aprender português?! A partir dela eu achei todas as rainhas do Brasil – Luísa Sonza, Glória Groove, e Pabllo Vittar por exemplo. Na minha playlist quase não tem músicas em inglês agora!

Eu vi no seu canal do YouTube que tem cover da Carol Biazin. Você tá ligada até em novos nomes da música. Quem mais você tem gostado de ouvir?
Pop animado e dançante é o gênero que gosto de ouvir porque adoro dançar com as batidas, mas às vezes, letras mais sérias são bacanas também. Quando eu tô nesse clima, eu adoro ouvir artistas como Giulia Be, Elana Dara, e Carol Biazin. Pop é divertido, mas na maioria das vezes não muito profundo. Por isso eu amo música que fala ao meu coração. 

Esse já é seu quarto single em português e você disse que compor na nossa língua é mais difícil que em inglês. Pra você qual é a maior dificuldade no nosso idioma?
A gramática! Nossa! Em inglês, a gramática é bem simples. Em português vocês tem mil jeitos pra conjugar só uma palavra. Quando eu escrevo músicas, agora todas em português, meu marido (que é brasileiro) tem que corrigir bastante! Mas tô melhorando com o tempo!

Em breve você e seu marido vão morar no Brasil e acredito que um dos passos é fazer alguma parceria. Se você já pudesse escolher hoje um nome, qual seria?
Bem, já que a Anitta me apresentou à música brasileira, e devo meu português à ela, não teria ninguém mais perfeito que ela! Uma coincidência é que meu EP e próximo single vão se chamar “Gringa no Rio”, e ela lança “Girl From Rio” este ano também. Só acho que as estrelas estão se alinhando para que ela faça parte de Gringa no Rio comigo, imagina que sonho! Ela tá apresentando o Brasil pro mundo e é um exemplo grande de trabalho forte e talento. Cantar com ela seria a realização do sonho dessa gringa!

%d blogueiros gostam disto: