“Enquanto Estivermos Juntos” estreia dia 19 de novembro

Enquanto estivermos juntos

A espera acabou. Para quem estava na expectativa de assistir ao filme “Enquanto Estivermos Juntos” (Paris Filmes), ele finalmente vai estrear nos cinemas brasileiros em 19 de novembro. O período de quarentena acabou atrasando a estreia, mas agora podem conferir essa linda história com exclusividade nos cinemas.

K.J. Apa, famoso por interpretar Archie Andrews na série “Riverdale”, protagoniza o cantor norte-americano Jeremy Camp em sua jornada na luta contra o câncer agressivo de sua esposa Melissa Henning, interpretada por Britt Robertson. A história se concentra nos desafios encontrados pelo casal na expectativa pela cura.

Dirigido pelos irmãos Andrew Erwin e Jon Erwin (de “Eu Só Posso Imaginar”), o longa apresenta uma trilha sonora diferenciada e tem como “carro-chefe” a canção de Jeremy Camp, ‘I Still Believe’, música que dá nome ao filme e que foi escrita durante este processo encarado por eles.

“Enquanto Estivermos Juntos” conta a história de um casal cristão repleta de ensinamentos como amizade, paixão e companheirismo. O filme retrata de que forma o elo entre pessoas que se amam pode fortalecer a fé e dar forças para resistir às batalhas. Acreditar, esperar em Deus, clamar por cura são ações importantes para todo cristão, mas não são fáceis, é preciso perseverança e confiança seja qual for a vontade d’Ele.

I Still Believe, que estreou nos cinemas nos Estados Unidos em março de 2020 foi indicado em duas categorias para o prêmio People’s Choice Awards como “melhor filme de drama de 2020” e “melhor estrela de cinema de drama de 2020 (KJ Apa)”. Os vencedores serão anunciados no domingo, 15 de novembro no E! (Televisão de entretenimento americana). O filme foi indicado graças ao roteiro muito bem estruturado, com fotografia e trilha sonora muito bem dirigidas e, claro, pela interpretação excelente de KJ Apa.

“Eu acho que o que me deu paz e conforto foi que K.J me perguntou bem no começo das filmagens ‘ei, como você reagiu nessa situação?’ e para mim isso quis dizer ‘eu me importo o bastante com você, com quem você é e em como interpretá-lo que quis te perguntar isso pessoalmente’. Ele não precisava fazer isso. Ele é ator, eu não atuo. Mas ele queria saber ‘Ei, como posso retratá-lo com precisão?’ E, honestamente, ele fez um bom trabalho – foi difícil de assistir! Porque ele fez um trabalho tão bom que trouxe todas essas emoções, e a química entre KJ e Britt foi tão real que você fica: ‘Uau, isso é difícil de assistir porque parece tão real’.”, ressalta Jeremy Camp (Fonte: Site Febre Teen).

%d blogueiros gostam disto: