“Se eu fizesse uma lista de todos artistas que gostaria de trabalhar, ela ficaria gigante”, conta Zerb em entrevista ao Caderno Pop

Misturando elementos de deep house e tropical house, o DJ e produtor Zerb possui diversos trabalhos consagrados, sendo um dos nomes mais relevantes da música eletrônica. Em 2020 atingiu a 9º posição no top 50 viral do Spotify com a faixa “With You” em parceria com a cantora Giulia Be, também foi atração do Lollapalooza Brasil em 2016 e do Rock in Rio em 2017.

Desde maio deste ano Zerb vem lançando singles em parceria com diversos músicos, o primeiro lançamento foi “Hard to Keep” que conta com a participação da cantora Moore nos vocais, a faixa possui diversos elementos tropicais por influência da produção ter sido realizada durante a quarentena de Zerb em sua casa na praia. No mês seguinte Zerb lançou o single “Waiting For You” em parceria com o cantor Jaimes, a faixa apresenta elementos de deep house e música pop, resultando em um ritmo leve e dançante.

O último lançamento de Zerb foi o single “Undone”, que conta com os vocais da cantora e compositora Maty Noyes, a faixa teve a proposta de apresentar uma sonoridade nova, onde Zerb buscou explorar novos ritmos.

O Caderno Pop bateu um papo com o DJ sobre seus últimos lançamentos, parcerias e novos trabalhos.

Você vem lançando diversos singles nos últimos meses, como “Hard to Keep”, “Waiting For You” e “Undone”. Existe uma ligação entre essas faixas?
Sim, todas as faixas falam sobre relacionamentos – no caso, as três contam sobre alguns problemas relacionados a eles. Além disso, todas as músicas mostram um lado sonoro novo do projeto que eu já venho trabalhando há um tempo, mas que agora está se consolidando através do EP.

Temos a participação da cantora Moore na faixa “Hard to Keep”,do cantor Jaimes na “Waiting For You” e de Maty Noyes na “Undone”. Como foi a experiência de gravar com cada uma dessas parcerias?
Trabalhar com vocalistas e outros artistas é sempre legal porque cada um trabalha de um jeito diferente. Na “Hard To Keep”, recebi primeiramente um demo da Moore com o vocal já pronto e depois escrevemos a ponte do final juntos. Na “Waiting For You”, eu já tinha o instrumental e o Jaimes escreveu a letra em cima. Por último, na “Undone”, eu já tinha produzido o instrumental e escrito parte da letra/melodia dos vocais com um amigo, quando a Maty Noyes entrou na faixa, ela acabou reescrevendo parte da letra e adicionando coisas novas. Todos os vocalistas são muito talentosos, então foi uma honra trabalhar com cada um deles.

Seu último lançamento foi a faixa “Undone”, conte um pouco da experiência de como foi compor essa faixa. De que forma tomou inspiração para produzi-la?
A ‘Undone” surgiu em 2018. Quando comecei, meu objetivo era fazer algo completamente diferente e me divertir no estúdio – passei horas tentando sintetizar sons novos, procurando samples e trabalhando em uma estrutura de música distinta de tudo que já fiz. A música ficou parada por um tempo enquanto eu procurava por algum cantor que pudesse transmitir também tudo isso que eu buscava de novo na música. No começo desse ano, tive a oportunidade de trabalhar com a Maty em outros projetos e quando mostrei a “Undone”, ela topou na hora trabalhar. Segundo ela, foi uma das músicas que mais ficou animada de trabalhar nos últimos tempos, ouvir isso de uma cantora que tem música com artistas como Kygo e The Weeknd é muito animal!

Além das diversas parcerias que você já conta na bagagem, existe algum músico (tanto nacional quanto internacional) que gostaria de trabalhar?
Se eu fizesse uma lista de todos artistas que gostaria de trabalhar, ela ficaria gigante! Eu me inspiro muito ouvindo música, então poder trabalhar com qualquer artista que eu escuto no meu dia a dia seria (e é) incrível. A maior parte das minhas parcerias surgiram assim: entrei em contato com algum artista porque gostava muito do trabalho dele e acabamos fazendo algo juntos! E isso é o que eu mais gosto de fazer.

Possui planos de novos trabalhos que você já possa comentar?
Eu não posso falar muito, mas esse ano ainda tenho MUITA música para lançar. O EP completo sai em setembro e conta com, além das músicas já lançadas, parcerias com outras cantoras que eu sempre quis trabalhar! Além disso, esse ano ainda sai minha primeira música em português, além de várias faixas club, voltadas para pista de dança – apoiadas na minha sonoridade que é tocada nas festas ao redor do Brasil.

Confira mais entrevistas no Caderno Pop.

%d blogueiros gostam disto: