Teatro Rival Refit no RJ terá noites de cabaré

Foto: Alessandra Tolc

O Teatro Rival Refit foi pensado com carinho por Fairy Adams quando resolveu levar seu espetáculo burlesco para uma casa de show no Rio de Janeiro. O espaço, dos anos 30, traz o clima envolvente que o estilo de arte apresenta. O “Noite Burlescas: Cabaré Carioca de Variedades” entra na programação a partir do dia 25 de maio, às 19h30, trazendo referência clássica com a Comédia D’lart.

Idealizado por Fernanda Dalveira – Fairy Adams – e Maria Fernanda Lamim, “Cabaré Carioca de Variedades” é um show onde cada artista apresenta a sua performance, mostrando seu próprio estilo de trabalho dentro do Burlesco.

“O burlesco é uma arte totalmente envolvente. Seja pelo figurino, pela música, pelos movimentos. Teremos um show em dois atos, com cada artista explorando a sensualidade e a subversão de ordens pré-estabelecidas pela sociedade. É um espetáculo que envolve os artistas e o público, que é instigado a participar das performances, onde todos viram um elemento da apresentação”, afirma Fairy Adams.

O espetáculo “Noite Burlescas: Cabaré Carioca de Variedades” tem uma média de 1:15 de duração, com seis artistas em cada noite, e estará na agenda do Teatro Rival nos dias 25 de maio, 22 de junho e 27 de julho. Saiba mais em @fairy.adams e @fairy__adams

Serviço:

“Noite Burlescas: Cabaré Carioca de Variedades”

Onde: Teatro Rival Refit – Rua Álvaro Alvim, 33 – Cinelândia, Rio de Janeiro

Quando:  25 de maio, 22 de junho, 27 de julho

Horário: 19h30

Valor: A partir de R$ 40

Compra de ingressos: https://linkfly.to/30306ymTgst

Conheça as idealizadoras do espetáculo “Noite Burlescas: Cabaré Carioca de Variedades”

FAIRY ADAMS
Nome artístico da bailarina e professora de dança Fernanda Dalveira, que há mais de 25 anos se dedica a dançar, ensinar e é artista da Burla há sete anos. A mistura da delicadeza da dança clássica, a brutalidade do Rock n´ Roll e a sensualidade do Burlesco, dá vida à performance de Fairy Adams, que com seus leques e movimentos de dança parece flutuar, enquanto a música por vezes pesada contrasta com a imagem vista do palco. Fairy Adams brinca com paradoxos e adora contrastes. Suas performances ora cômicas, ora trágicas, fala essencialmente do universo feminino, suas dores e angustias. Fairy Adams é uma reinvenção artística num mundo de possibilidade total de exploração criativa

ROUGE COLUMBINE
Rouge Columbine, ou Maria Fernanda Lamim, é atriz, diretora, professora de teatro, mestranda em Artes Cênicas, suburbana e mãe. Com uma proposta cênica neo-burlesca acrescida de muito humor e teatralidade, traz em suas performances um novo olhar sobre o corpo e a sexualidade da mulher mãe, entre outras questões da atualidade. 

%d blogueiros gostam disto: