YOÙN e Gilsons lançam “Besteira”

Youn+ Gilson-0921_Easy-Resize.com
Foto: Brwn PH

Nesta quarta-feira, dia 11, YOÙN e Gilsons lançam o single e o clipe “Besteira” em todas as plataformas digitais pelo selo carioca Joint. Com produção musical de Carlos do Complexo, a música transita por ritmos como jazz, house e afoxé brasileiro, com letra que reforça a importância de deixar de lado o que os outros pensam, o que falam, de ser alegre e agir livremente com o que deseja. Já no vídeo, afrofuturismo e ancestralidade são as principais referências da direção de Philippe Rios.

Veja o clipe:

Inspirados nas linhas melódicas e harmônicas de Djavan, os músicos Gian Pedro e Shuna, do YOÙN, bebem da fonte do artista brasileiro para suas criações: “Sempre tivemos a célula brasileira como identidade e também inúmeras referências musicais do jazz ao clássico. Com essa ideia de misturar os elementos, pensamos nessa parceria com nossos irmãos dos Gilsons”, explicam. “Gilsons + YOÙN é uma mistura de linguagens, de universos. Nós levamos a brasilidade, os tambores, o violão e eles seguem na linha da música afro-americana moderna e jazzística, que também é uma influência pra gente”, complementam Francisco, João e José Gil, os Gilsons.

Com participação de Mwuakaa, Os22 do Passinho, Pedro Bonn, Rahiza Santos, Thaise Santos e WAGUIN, o clipe traduz a ancestralidade da juventude negra em arte com talentos locais – uma marca dos artistas que valorizam o que o Brasil e as ruas têm a oferecer. As diversas referências ao passado e ao futuro são transmitidas pelas danças, instrumentos, cores e figurinos. “Contrapondo os demais clipes do Yoùn, em “besteira” os artistas são apresentados em uma indumentária atípica do uso cotidiano, além disso, a cenografia quase não conter elementos de cena, fazendo com que a atenção do espectador seja voltada apenas para a interpretação dos músicos. Cor, movimento e alegria são os signos que transpassam a linguagem”, comenta o diretor Philippe Rios.

Amigos de infância, Shuna (Alisson Jazz) e Gian Pedro nasceram em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, e começaram suas formações musicais na igreja. A união das harmonias vocais e o violino de Gian Pedro, com o violão e guitarra de Shuna, YOÙN cria ponte entre diversas sonoridades ao trazer em sua identidade R&B, rap, jazz, soul, trap e os ritmos urbanos cariocas. Em 2017, o duo começou a se apresentar entre as estações de Nova Iguaçu e Central do Brasil, na linha Japeri, uma das mais populares e caóticas do sistema de trens do Rio de Janeiro.

Com mais de 1 milhão de views do clipe “Meu Grande Amor” no Youtube, YOÙN conquistou seguidores e fãs de maneira orgânica a partir de seus trabalho como artistas de rua. Suas referências artísticas aliadas com suas vivências das mais variadas, se tornaram referências na cultura jovem contemporânea, que inclui música, moda e consumo. Na carreira, já colecionam parcerias com artistas como Delacruz, Tuyo e também já lançaram o documentário com três episódios “YOÙN – Da Baixada Pro Mundo”.

%d blogueiros gostam disto: