Central da Fama: o perfil querido por famosos como Luan Santana, Simone e Simaria e Marina Ruy Barbosa

central da fama

Com certeza em algum momento você já curtiu, comentou ou visualizou as dezenas de postagens que o Central da Fama publica, diariamente, em seu perfil no Instagram. O que você não sabe é a história por trás da página seguida por mais de 3 milhões de pessoas, entre elas, claro, artistas e celebridades. Só para citar as personalidades que integram o número de seguidores estão Luan Santana, Anitta, Marina Ruy Barbosa, Marilia Mendonça, Maiara e Maraisa, Gustavo Mioto, Thaynara OG, Rafa Kalimann, Léo Santana, Lorena Improta, Luisa Sonza, Matheus e Kauan, Simone e Simaria e muitos outros.

Criado em julho de 2013, por passatempo, pelo então estudante de jornalismo e servidor público da Secretaria da Fazenda do Estado do Ceará, Francisco Flávio Braga Torres Jr e feita para divulgar o mundo dos famosos, o Central da Fama nascia com o objetivo de falar de coisas boas, levando entretenimento e diversão e, acima de tudo, compartilhando músicas do sertanejo e do forró como Simone e Simaria que Flávio tanto gosta.

O sucesso foi tanto que, em 6 meses de concepção, Flávio foi obrigado a abandonar, pela segunda vez, o curso de jornalismo da UNIFOR (Universidade de Fortaleza) e seu emprego na Secretaria para viver de seu hobby, já que era mais rentável. Ganhando cada vez mais notoriedade, o Central da Fama ganhou força pelo editorial que fez da novela “Amor à Vida”, em que Nicole, personagem interpretada por Marina Ruy Barbosa, enfrentava um câncer e precisava raspar os cabelos. Na época, surgiu um verdadeiro burburinho, sobre as madeixas da atriz e rendeu ao Central da Fama sua primeira seguidora de peso. A atriz ficou contente com o modo com que o perfil tratou da polêmica e começou a seguir, começando a curtir e a comentar em alguns posts.

Em 2015, Flávio conhece Matheus e Kauan e fala sobre a virada: “Costumo dizer que eles são meus padrinhos. Foi Matheus e Kauan que abriram as portas do mercado sertanejo pra mim. Eles e as esposas, Paula e Sarah, sempre foram muito especiais comigo”, completa Flávio. Foi através deste start que o perfil passou a frequentar outros shows, passando a ser convidado por assessorias e gravadoras para cobrir gravações de DVD, clipes e, também, conhecer importantes blogueiros, através das viagens.

Com 150 milhões de impressões e 800 mil visualizações diárias nos stories, o Central da Fama expandiu seu conteúdo para o universo dos realites e teve uma importante participação no último e mais comentado BBB da história. Agora, a página se prepara para os posts da Fazenda, exibida pela Rede Record, que começa em setembro deste ano.

Por conta dos números impressionantes de engajamento, o Central da Fama atinge, também, muitas marcas que fazem anúncios e, para qualificar este departamento, Flávio montou uma estrutura. Ele integra, hoje, uma equipe que vai de design, jornalista, agência e assessoria de imprensa e faz parte de uma banca digital, um projeto que reúne mais de 17 perfis de entretenimento, misturando informação, memes, humor, cotidiano e impactando o público de forma orgânica e criativa. “Estamos entre as maiores de cada seguimento, ligada às melhores campanhas publicitárias, com os perfis mais relevantes das redes sociais de diferentes segmentos, dando mais certo ainda com todo este suporte, já que a banca digital conseguiu profissionalizar o negócio”, conclui Flávio.

Nestes 7 anos de Central da Fama, Flávio quer mais, já que a pandemia veio para reforçar o quanto o digital tem força e a tendência é que aumente: “Estou em contato com uma produtora, para fazer uns quadros com a galera do sertanejo, blogueiras e outros segmentos, para o IGTV. Estou só esperando passar todo este período de distanciamento social, já que presencial é muito melhor. Quero inovar sempre e trazer conteúdos diferenciados ao meu público”, finaliza Flávio.

%d blogueiros gostam disto: