Com nova proposta, “Guia Politicamente Incorreto” retorna ao History em sua segunda temporada

Guia Politicamente Incorreto_Easy-Resize.com
Nos novos episódios, a série é apresentada pelo jornalista e historiador Eduardo Bueno e tem consultoria do cientista político Christian Lynch

Com o objetivo de debater a História do Brasil de um jeito atual e diferente do praticado em sala de aula, porém destacando a qualidade acadêmica das opiniões de especialistas, a série Guia Politicamente Incorreto estreia sua segunda temporada no dia 8 de novembro, às 19h. Desta vez, o conteúdo não é baseado em uma obra fixa, mas em opiniões relevantes de diversos autores e de ideologias opostas.

Além disso, agora a produção é apresentada pelo irreverente jornalista e historiador Eduardo Bueno e tem consultoria do cientista político Christian Lynch. Entre os temas que serão abordados nesta nova leva de episódios estão a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial, quem realmente foi Antônio Conselheiro, o real papel da Princesa Isabel na Abolição da escravatura, o mito de Tiradentes e a sua importância na Inconfidência Mineira, a crença nacional de que o Brasil seria uma nação melhor caso tivesse sido colonizado por outros países, a relação entre os jesuítas, os índios e os Bandeirantes e o que levou o brasileiro ser conhecido como um povo cordial.

“Eu sempre acreditei que a história podia ser entretenimento, ver história, divertir-se com ela e aprender”, afirma Bueno. “Eu apresento a série com uma certa anarquia, pois é o meu estilo, e promovemos visões antagônicas sobre temas instigantes sobre a história do Brasil. Isso dá uma leveza de ideias sobre episódios-chave de nossa história, mas sem deixar de provocar, pois a controvérsia é importante, faz pensar”, conclui.

Em Faca na caveira ou café com leite?, o novo apresentador, o historiador e jornalista Eduardo Bueno, investiga os motivos que levaram o Brasil a participar da Segunda Guerra Mundial e as razões pelas quais as tropas brasileiras foram lutar na Itália e não em outro front. Junto com especialistas, debatem se a participação brasileira foi essencial ou não para a vitória aliada na Itália e apresentam a visão de aliados e inimigos sobre as tropas brasileiras no conflito. Com depoimentos de William Waack, Cesar Campiani, Heloisa R. Pires, João Barone e Priscila Perazzo.

Em O feriado mais errado do Brasil?, a pauta é Tiradentes. Com base em documentos, dados e relatos históricos, é debatido se ele realmente foi relevante na Inconfidência Mineira e se ele de fato merece o status de herói nacional. Marcelo Gomes, Pedro Dória, João Furtado e Maria Alice Milliet são os entrevistados.

Classificação indicativa: 12 anos
Ficha técnica
Apresentação: Eduardo Bueno
Consultoria histórica: Christian Lynch
Direção-geral: Matheus Ruas
Produção-executiva: Tiago Schenk e Aurélio Figueiredo
Roteiro: Aurélio Figueiredo
Produtora: Studio Fly
Coprodução: History Channel

%d blogueiros gostam disto: