Conheça as apostas musicais de fevereiro no Caderno Pop

Depois de um janeiro quase infinito, trazemos as apostas musicais de fevereiro do Caderno Pop. A lista será atualizada constantemente durante todo o mês. Tem artistas nacionais, internacionais, de vários estilos. Confira e curta!

Iago Damacena

“Acalma” é o single de estreia do cantor e compositor Iago Damacena. A canção que também foi composta pelo artista, contou com a produção da também cantora Paula Azzam e master/mix pelas mãos do produtor Pedro Serapicos. A música possui referências sonoras dos anos 80 e é considerada um synthpop, que traz profundidade através de uma melodia dançante e enérgica, mas com uma letra que promove a vida sem medo e com calma, ainda que em meio as inconstâncias comuns a contemporaneidade.

Estella Dawn

O novo single power pop “Salt” da artista neozelandesa e que mora nos EUA, Estella Dawn, confronta a escuridão interna. “Você mesmo, com todos ao seu redor, quando é difícil se sentir positivo porque parece que a vida está dando soco após soco em você e você não sente que tem força para aguentar, resume. Nas palavras da artista, “às vezes você só precisa deixar as lágrimas fluírem e limpar as coisas que você não pode controlar”.

AX-80s

O projeto AX-80’s surgiu no meio da pandemia, quando os dois amigos músicos Afrânio Alves e Xande Rosa resolveram criar um trabalho de músicas inéditas tendo como referência o estilo Synth Wave 80. Confira “Algo Programado”.

Nahel

Para além da sua aparência discreta mas alegre, Nahel, de origem bretã, o autor, compositor e performer retrata uma personagem algo lunar mas também por vezes um pouco provocadora que observa o mundo, lança um olhar benevolente para a humanidade enquanto zomba dos outros e de si mesmo. Suas canções extraem de nossas vidas diárias, reflexões de nossas dúvidas e nossas esperanças. Confira “Apparences”:

Nasty Geographic

Nasty Geographic é o nome artístico do cantor e compositor estadunidense Joe Blackhurst. Seu novo álbum “BAD POP” apresenta músicas pop rock de alta energia com letras de gênero neutro cantadas por vocais masculinos e femininos. “Reputation”, o primeiro single, é uma música sobre a cultura do namoro e como isso pode aumentar a autoestima de alguém enquanto também prejudica sua reputação.

Lorensa

Lorensa nasceu em Israel mas hoje vive em Los Angeles. Ela tem uma voz angelical, que transmite mensagens poderosamente autênticas através de sua marca única de arte. Após o falecimento de seu pai na infância, Lorensa se apresentou em vários locais em seu país natal. Sem a ajuda de sua família, a emigração de Lorensa para a América em 2016 serviu como um poderoso catalisador para canalizar sua paixão e atrair seu destino: música. Depois de seus quatro primeiros singles (lançados em 2020), Lorensa está atualmente em estúdio dando os toques finais em seu EP de estreia com R&B.

Ooberfuse

O duo britânico Ooberfuse está de volta com “Vanish The Night”. A faixa é coproduzida pelo 4x vencedor do Grammy Kevin Killen e apresenta o guitarrista Gerry Leonard e a banda coreana nuMori. “Com uma produção infundida com tensão e tons líricos pungentes, o preenchimento eufórico da pista de dança constrói um clímax explosivo e liberalizador definido para inflamar sua base de fãs cada vez maior. Na pista, a dupla afirma: “O que vemos quando as luzes se apagam? As estrelas? Os estroboscópios de um clube? Queremos ver o que acontece quando a luz voltar”, conta o duo.

Elliot Wren

Com composições convincentes, a estadunidense Elliot Wren revela aos ouvintes seu lado vulnerável da vida, mergulhando profundamente em questões de ansiedade, relacionamentos interpessoais e colapsos. Intitulado “Time Bomb”, o novo lançamento representa o estado de espírito de Wren, à beira de um colapso.

Giovanna

Composta por Giovanna, César Lemos e Joey Mattos, Giovanna lança “Sem Noção”, que conta a história de uma mulher que mesmo sabendo que não deveria e que não vai dar certo, continua saindo com o cara. Pop na veia com uma vibe descontraída e divertida para falar do assunto, com elementos dos anos 80 no arranjo. Giovanna é cantora e compositora. Dentro do pop, demonstra versatilidade e vai de batidas dançantes até baladas românticas. Com voz delicada e marcante, une elementos da música pop internacional com sua brasilidade. O número de admiradores de seu trabalho só cresce: os clipes já somam mais de 2 milhões de views no YouTube. Só no TikTok, ela possui 1,2 milhão de curtidas. O sonho de Giovanna sempre foi ser uma artista de qualidade, com criatividade e falando do amor em suas composições. Entre suas maiores inspirações estão Beyoncé, Shakira, Rihanna, Ivete Sangalo e Anitta.

Dave Kensington

Dave Kensington gravou sua primeira música Dance Music “We Said Goodbye” quando tinha 17 anos. Nascido na Bélgica em Mons, o jovem cresceu entre teoria musical e aulas de canto. A música tornou-se assim parte do seu universo muito cedo. vive entre Bruxelas e Paris e se inspira muito nos eventos atuais. Sensível ao isolamento em nossa sociedade, ele permanece muito apegado à universalidade da música. Do confinamento que acabamos de vivenciar, ele gravou “My Corona”.

LIAS

LIAS dá uma olhada implacável em sua própria alma. Suas músicas mergulham no medo do fracasso, na dor da separação, na luta pela saúde mental e na busca de um jovem por um sentido enquanto ele vira toda a sua vida de cabeça para baixo para fazer música. O cantor e compositor de raízes holandesas, que completou uma formação vocal clássica e já se apresentou nos grandes palcos do mundo como menino solista, finalmente se liberta do conservadorismo de sua formação. Ele captura a crueza emocional de seu mundo interior e o justapõe com uma vastidão musical que simultaneamente consegue preservar sua intimidade. Seu EP de estreia está programado para ser lançado no meio do ano. Confira a impecável “Lost”:

GrapeSoda Henderson

GrapeSoda Henderson é um rapper, cantor e compositor de Atlanta, Geórgia, conhecido por seu som R&B e hip-hop da costa oeste, lançando músicas e conteúdo ao longo do ano que mantêm seus fãs engajados e animados para ver o que mais ele tem reservado. Confira “Running”:

Abra Salem

Abra Salem é um cantor e compositor jordaniano que começou sua carreira postando vídeos de covers no YouTube e chegou a escrever e gravar originais, cheios de emoções, sonora e liricamente, então ele nunca deixa de capturar os ouvidos e o coração do ouvinte. Em fevereiro ele lançou “Whithout Your Love”, que fala sobre devoção, “que nada mais é do que um subproduto do sentimento mais poderoso deste mundo que é o amor verdadeiro”.

Primittivo

O cantor e compositor Primittivo lança “Alegria”, o single que marca seu retorno musical e possui uma vibe sensacional, trazendo aos ouvintes um sentimento incrível.

Wagner Bonato

O cantor e palestrante motivacional Wagner Bonato desde 2015 constrói uma carreira que unifica estes dois trabalhos. “Portanto a música complementa minha mensagem de otimismo, inspiração, mudança de vida, ambições, nas palestras, nos vídeos e nas minhas redes sociais de forma geral”, conta. “Por Quantas Vezes” é seu quarto trabalho autoral dentro desta temática.

TOOX

Líbano e França Juntos assim como o Lo-fi conhece o pop em “Never Loved You This Way”, novo single do TOOX. “Acordes doces e harmoniosos, ganchos sonoros e ritmos envolventes produzem um contraste de emoções. Acusticamente agradável com toques de violinos rústicos, pianos nostálgicos, linhas de baixo groovy e vocais vibrantes. Uma história sobre um romance maldito para alguns, um relacionamento fracassado para outros”, conta o artista. Confira:

Mathieu Saïkaly

Mathieu Saïkaly, vencedor do French Idol 2014, retorna agora navegando nas águas do indie pop, com um sublime single de guitarra-vocal em algum lugar entre Radiohead e Bon Iver. “Neptune”, novo single, é sobre um sentimento antes de uma separação. “É sobre aquele momento em que você percebe que perdeu a outra pessoa… Estamos no último estágio, o último planeta antes de deixarmos o sistema solar. Um planeta onde as tempestades são do tamanho do nosso mundo. Os ingredientes para traduzir esse sentimento são simples, despidos de todo o supérfluo. Em primeiro lugar, há uma voz aérea, sozinha ou misturada com várias outras camadas de vozes como um véu. Uma guitarra nervosa e suave, como os impactos das gotas de chuva no mar. E por fim algumas notas de kalimba, para cristalizar a mistura”, conta.

Well Dressed Spirits

Música das boas! Well Dressed Spirits, de Dallas, é a criação do cantor e compositor Jimmy Taylor. Criado na costa do Golfo do Alabama e agora dividindo seu tempo entre o Texas e o Brasil, Jimmy desenvolveu um som único que entra e sai do Indie Folk e da Americana, com breves passagens pela influência do rock alternativo dos anos 90. O fio condutor de toda a música é a paixão pelo lirismo, que dá um tom irônico aos temas às vezes sombrios e sérios da música. As primeiras influências de Jim Croce, The Grateful Dead e Jerry Jeff Walker podem ser ouvidas ao lado dos estilos únicos dos cantores e compositores modernos Father John Misty e do colega alabamiano Jason Isbell. Seu primeiro single “January’s River” examina o medo de ser esquecido e até onde alguém irá para deixar sua marca no mundo.

Ferne

Nascida na Filadélfia, mas vivendo no sudoeste de Londres, Ferne é uma força forte entrando na cena pop alternativa/indie. Ela leva suas composições do chão do quarto para seus ouvidos com harmonias em camadas, ganchos cativantes e guitarra elétrica deliciosa. Ferne iniciou sua carreira musical quando se mudou para Londres em 2019 para estudar tecnologia musical na universidade. Ela foi descoberta nas finais regionais de uma competição de microfone aberto em Londres, onde foi contratada para um programa de desenvolvimento de artistas e vem criando desde então. Ela lançou seu primeiro single “Louisa” em janeiro de 2022 e agora chega com “Love Ya”.

Asher Knight

Asher Knight é um cantor e compositor de Bradford, Reino Unido, que descobriu sua paixão pela música e pelo canto aos 16 anos. Vítima de bullying na escola quando criança, ele trabalhou trabalhou para melhorar sua autoconfiança através do desenvolvimento de seu ofício de cantar e atuar. Mudando-se para Londres para se concentrar em tempo integral em sua música, Asher Knight aperfeiçoou seu ofício musical na capital. Ele construiu um catálogo impressionante de músicas, trabalhando ao lado de grandes compositores, incluindo Cutfather, Mark Owen, Jon Maguire, Red Triangle, Olly Murs, James Blunt e muitos outros. A carreira de Asher o levou a várias turnês por todo o Reino Unido, apoiando nomes como The Vamps, Boyzone, Steps, Will Young, All Saints e muito mais. Confira o EP “Still Standing”:

Charles Like The Prince

O francês Charles Like The Prince lança sua nova música, “Cigarette”, primeira faixa de um EP de 5 faixas, todas compostas e produzidas pelo próprio artista, que sai ainda em 2022. Charles Like The Prince oferece um pop ambicioso e profundo dos sonhos, criado em seu próprio estúdio com vista para o oceano Atlântico.

Lucci Ribeiro

Ele já deu as caras por aqui mês passado e agora está de volta! Lucci Ribeiro está na música há 30 anos, mas, somente agora, está lançando seus primeiros trabalhos autorais – composição e produção. A música “Pode Deixar” é o seu segundo lançamento. O músico navega entre a música popular brasileira e o pop-rock, e suas músicas possuem um formato contemporâneo, porém com estética sonora dos anos 80. O brilho da guitarra é contrastado com o timbre soturno da voz do Lucci. “Pode Deixar” é sobre o amor vencer a batalha do dia a dia, sendo uma afirmação de que vale sonhar e curtir a vida junto de alguém.

Grant Harvey Dudson

O britânico Grant Harvey Dudson lança “There All Along”, que segundo ele, a letra transmite “ressonância em torno daquelas especiais que deixamos escapar por entre nossos dedos ao longo de nossa jornada e a melodia emocional agarra e não deixa ir construindo um empolgante crescendo alimentado por drama”.

Sara

A italiana Sara lançou seu primeiro single, “11”. “De uma ruptura drástica a mil problemas, de uma saudade desenfreada a um amor indissolúvel, de mil não a uma canção… Para mim é isso, muitos pequenos detalhes encerrados em menos de três minutos”, relata. Confira:

Stefano Bruno

Stefano Bruno nasceu em Milão e suas principais influências incluem artistas como Lucio Battisti, Battiato, Beatles, Lou Reed, Oasis e Radiohead. Confira “Eppure si muove”:

Veiga

O paulista Veiga cresceu em um ambiente de música com rodas de violão aos domingos conduzidas por seus parentes. Aos 6, arriscou seus primeiros acordes e, com 11, iniciou as aulas de violão com um professor. Passou por escolas de músicas, conservatórios, até chegar à faculdade de licenciatura em música e mais tarde em Composição e Regência, pela EMBAP. Lançou seu primeiro single em dezembro de 2018 e seu álbum de estreia em 2019. Em 2021 lança seu segundo projeto autoral intitulado “Liberamor”, um disco pandêmico com músicas oriundas de suas novas vivências em São Paulo. “Nossa Casa”, que apresentamos nesta lista, é o terceiro lançamento do álbum “Vem Pro Bloco”, com previsão de nascer ainda no primeiro semestre de 22.

Talles Corrêa

Talles Corrêa nasceu em Concórdia (SC) e buscou Florianópolis para expandir seu leque de oportunidades no meio artístico. Compositor nato, fez sua primeira música ainda aos 14 anos e desde então não parou de escrever sobre as relações do cotidiano e todo tipo de apologia ao amor. Conheça “Se Ela Disser Que Me Ama”:

%d blogueiros gostam disto: