DFONNSO lança o single “Autoescola”, parceria com Carol e Vitória

Foto: FB Vasconcellos

O cantor e compositor DFONNSO lançou nesta quinta-feira (17) “Autoescola”, feat com a dupla Carol e Vitória. A letra narra a história de dois jovens apaixonados, envolvidos pelo amor e frenesi. Quem assina a composição é Amanda Barroso Carvalho, Bruno Dias Galvão Da Silva, Lennin Rosa de Lima, Bricio Presciliano Silva e Carolina Marcilio.

O videoclipe mostra cenas de DFONNSO e a dupla no Kart e todo o cenário é uma imersão que desperta adrenalina, velocidade e paixão, assim como o automobilismo. A produção do clipe foi feita pela Viex e K2L 360º em conjunto com a produtora Clã Filmes.

DFONNSO é uma das grandes apostas da música pop. Em 2021 ele lançou seus primeiros trabalhos autorais: “Ô Moça” e “Perfeita”, além também o seu primeiro EP, “Manual”.“

O Caderno Pop bateu um papo com o artista, que falou mais sobre a letra, a parceria e as novidades para 2022. Confira:

Tivemos o lançamento de “Autoescola” com a dupla Carol e Vitória, como surgiu o convite pra essa parceria?
Tudo começou no Songcamp lá em São Paulo, com a galera da TAG Music. Conheci a Carolzinha lá, eu já admirava a dupla Carol e Vitória bem antes de pensar em ser músico, de aprender a tocar violão. Eu lembro que ficava no computador vendo vídeos “cover” que elas postavam na época, admirava e gostava muito! Surgiu a oportunidade de conhecer a Carolzinha e a parceria de “Autoescola”. Eu sentia muita falta de uma voz feminina nessa música, quando eu escutava a guia pronta eu falava gente está faltando alguma coisa e quando apareceu a possibilidade não pensei duas vezes, fiz o convite para a dupla e elas toparam. Esse trabalho foi muito massa, a música está muito boa e o clipe ‘incrível’. Estou muito ansioso para esse lançamento!

Algumas de suas inspirações na música são: Vitão, Jão, Luan, Vitor Kley, Justin Bieber e Shawn Mendes. “Autoescola” tem a cara de qual desses artistas?
“Autoescola” tem a cara de DFONNSO (risos), eu diria que puxa um pouco de Justin e Shawn Mendes. Algumas músicas têm a produção musical e efeitos sonoros parecidos com desses artistas. Jão é um som mais acústico, Vitor Kley um Pop Rock, Vitão um Pop Rap, então eu diria que “Autoescola” tem a cara do Justin e Shawn Mendes, não digo 100%, mas tem algumas coisas que lembram sim.

Em um trecho de “Autoescola” a letra cita Ayrton Senna, você é fã do piloto? Lembra de ter assistido alguma corrida dele na TV ou era muito novo na época?
Infelizmente não tive a oportunidade de assistir uma corrida do Ayrton Senna ao vivo, eu sou fã e fui influenciado pelo meu pai que chorava quando falava do Ayrton Senna, e dizia que na época o Brasil inteiro parava para assistir o piloto que tinha um talento absurdo e depois que o Senna faleceu a Fórmula 1 nunca mais foi a mesma. Meu sonho era ter vivido aquela época para assistir alguma corrida dele, vejo algumas corridas no YouTube e acho muito irado, surreal o que ele fazia na pista admiro muito.

Você é formado em técnico em radiologia e agora vive uma ascensão na carreira musical. Você chegou a atuar na área por algum tempo ou a música sempre falou mais alto?
A música na minha vida sempre foi amor, diversão e hobby, inclusive já falei em outras entrevistas que eu não pensava em viver de música até acontecer e estou vivendo esse sonho que pra mim era algo impossível, pelo fato de morar no interior e todo o processo. Me formei em técnico em Radiologia e ia me preparar para faculdade de odontologia, ou seja, totalmente diferente da música! Eu levava a música como um hobby, porque eu achava realmente que era algo impossível, e quando surgiu essa oportunidade eu larguei tudo. Eu tinha acabado de me formar, fiz alguns atendimentos durante o período de estágio, mas não trabalhei na área. Era pra acontecer, não tem outra explicação! Nada mais me prendia na minha cidade, Miracema no Rio de Janeiro, eu estava trabalhando em uma farmácia na época e quando recebi o convite não pensei duas vezes.

Já são oito músicas lançadas incluindo o lançamento de “Autoescola” e três canções de sua autoria do EP Manual. Como você filtra e escolhe as músicas que quer gravar? “Autoescola” é só o start para 2022? Quais suas expectativas para o novo single?
As expectativas são as maiores, estou muito feliz com esse start em 2022, e sem sombra de dúvidas é só o início tem muita coisa boa vindo aí! Já temos alguns planejamentos para esse ano, shows sendo preparados, está sendo um ótimo começo. Já estamos com abertura em playlist editorial do Spotify, estou bem feliz e empolgado com os projetos desse ano. Sobre as músicas autorais lançadas selecionamos a dedo, eu tenho uma equipe que me ajuda demais, eu aprendo muito com eles em relação ao mercado musical, planejamento, etapas de lançamento e outros processos, tudo é avaliado com muita calma, carinho e profissionalismo. Agradeço e sou grato a minha equipe de coração!

%d blogueiros gostam disto: