History estreia Desafio Sob Fogo Brasil e América Latina nesta quinta-feira

Desafio Sob Fogo

O canal History anuncia a estreia de Desafio Sob Fogo Brasil e América Latina, a competição mais quente das Américas. A terceira edição, totalmente produzida na América Latina, está mais desafiadora e completamente renovada, com novas provas, novo jurado – o paulista Ricardo Vilar – e até um novo apresentador, o ator argentino Michel Brown (Hernán: O Conquistador). E, pela primeira vez, quatro competidores brasileiros – entre eles, a primeira mulher cuteleira a competir na América Latina. A estreia é nesta quinta-feira (13), às 23h.

Além dos quatro brasileiros, Desafio Sob Fogo Brasil e América Latina terá a participação de um argentino, um colombiano e dois mexicanos. E além do novo apresentador, o carismático Michel Brown, os jurados também ganham reforços: o argentino Mariano Gugliotta terá a companhia do brasileiro Ricardo Vilar e de Doug Marcaida, o querido juiz da versão norte-americana da série.

Em oito episódios, os participantes se enfrentarão em novas provas e tarefas mais complexas, para apresentar armas resistentes e afiadas. Somente o melhor poderá conquistar o título de melhor forjador da América Latina e levar o prêmio de dez mil dólares. As duas primeiras temporadas foram vencidas por brasileiros, os gaúchos Tom Silva (2018) e Daniel Jobim (2019). Será que o prêmio virá para o Brasil pela terceira vez?

Além de encarar as altas temperaturas das forjas para demonstrar suas habilidades, os competidores de Desafio Sob Fogo Brasil e América Latina terão de trabalhar com ferramentas fornecidas pela produção e materiais inusitados, tornando a engenhosidade de cada um deles fator determinante nas provas. Entre as armas que serão produzidas na temporada, estão a faca de astronauta, a adaga tuareg, o punhal romano e a faca de anel celta.

No episódio de estreia, Faca de astronauta, participantes do Brasil, México e Argentina terão de forjar uma faca de astronauta com uma barra de aço 1070 e lixo tecnológico, que será exposto às mais duras provas. Quem conseguirá a maior quantidade de pontos no jogo?

SOBRE OS PARTICIPANTES BRASILEIROS
Juliana Baioco, 34 anos – ES
Professora de Engenharia de Petróleo na UFRJ e praticante de esportes radicais. Interessou-se por cutelaria por meio de Desafio Sob Fogo e passou a se especializar. Encarou a competição como uma grande realização pessoal.

Cléber Melo, 42 anos – DF
Largou a carreira de Gestão de Tecnologia para tornar-se cuteleiro profissional. Recebe encomendas de todo o Brasil, de pedidos simples a facas personalizadas, com materiais nobres.

Milton Rodriguez, 59 anos – PR
Caminhoneiro e autodidata. Começou a produzir faquinhas de serra e vendê-las na estrada e em bares, à noite. Montou sua oficina em casa e, hoje, tem loja virtual para vender suas peças, 90% delas sob encomenda.

Sandro Boeck, 45 anos – RS
Deixou a advocacia para se dedicar à cutelaria e hoje tem uma fábrica de facas. Atua como juiz em feiras especializadas em todo o Brasil, desde 2015. É mestre cuteleiro na Itália CIC e Jorman Smith pela American Bladesmith Society – EUA.

Ricardo Vilar – 45 anos – SP/EUA
Cuteleiro profissional desde 1993, ajudou a difundir a cutelaria no Brasil. Juiz em Desafio Sob Fogo Brasil e América Latina, participou da versão dos EUA – temporada 7, episódio 27 – e venceu. Responsável pela produção de facas e outras peças para alguns grupos do exército e forças militares brasileiros.

%d blogueiros gostam disto: