“Pássaro Branco”: novo livro da autora de “Extraordinário” fala da importância da bondade em momentos difíceis

Algumas memórias precisam ser mantidas vivas para evitar que tempos sombrios retornem. Em Pássaro branco, R. J. Palacio volta a emocionar os leitores, trazendo um novo olhar sobre Julian, o colega de turma que fez de tudo para dificultar a vida de Auggie em Extraordinário. O livro lançado pela Intrínseca marca a estreia da autora nos quadrinhos.
 
Se em Auggie & eu conseguimos entender um pouco melhor a origem do comportamento de Julian, em Pássaro branco conhecemos a história de Grandmère, a avó do menino. No passado, ela foi separada dos pais à medida que a ocupação nazista avançava pela França, durante a Segunda Guerra Mundial. A jovem Sara encontra abrigo junto à família de Julien Beaumier, seu colega de escola acometido por poliomielite e excluído por todos. A tragédia vivida por Grandmère mostra ao seu neto e aos leitores a importância de gestos de bondade em momentos de sofrimento.
 
Com suas belas ilustrações, Pássaro branco reconta de forma poética e sensível um dos capítulos mais cruéis da história da humanidade, um lembrete de que a única forma de interrompermos ciclos de violência e ódio é não nos esquecermos das tragédias do passado.

%d blogueiros gostam disto: