“Todo dia a mesma noite”: livro-reportagem sobre o incêndio na Boate Kiss ganhará adaptação pela Netflix

A comovente história registrada na obra lançada pela Intrínseca em 2018 vai virar uma série dramática com cinco episódios, com produção da Morena Filmes. A versão audiovisual terá o mesmo título da obra original.

As filmagens vão começar no início de 2022 e a série terá consultoria criativa da autora. O premiado cineasta Gustavo Lipsztein (Tensão em alto mar) lidera a equipe de roteiristas, com direção de Julia Rezende (Um namorado para a minha mulher).

No livro, Daniela usa sua expertise e sensibilidade para reconstituir os acontecimentos em torno de uma das maiores tragédias da história recente do Brasil: o incêndio da boate Kiss, que causou a morte de 242 pessoas na cidade de Santa Maria (RS), em 27 de janeiro de 2013. Para escrever a obra, a autora analisou as 20 mil páginas que compõem o Caso Kiss na Justiça e entrevistou mais de 100 personagens de Santa Maria — ouvindo mães e pais de vítimas, sobreviventes, peritos, o ex-prefeito da cidade e até profissionais de saúde que pela primeira vez falaram sobre o caso. 

A partir desse material, ela reconstrói cenas do dia do incêndio, mostra como o episódio abala ainda hoje a cidade e dá aos números e aos fatos a dimensão humana necessária. Dolorosa, mas indispensável, a obra conduz a uma compreensão ampla das consequências de descuidos banalizados por empresários, políticos e cidadãos, ajudando a erguer um memorial contra o esquecimento dessa noite tenebrosa.

Com prefácio de Marcelo Canellas, premiado repórter do Fantástico, quarta capa assinada por Marcelo Beraba, diretor do Estadão em Brasília e conselheiro da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), e imagens feitas pela fotojornalista Marizilda Cruppe, Todo dia a mesma noite é uma impactante tomada de consciência, um despertar de empatia pelos jovens que tiveram seus futuros barbaramente interrompidos.

%d blogueiros gostam disto: