Caminho percorrido por Alaíde Costa em 86 anos de vida e de música inspira álbum de inéditas, apresentado em data única no Sesc Pinheiros

Alaíde Costa sobe ao palco do Teatro Paulo Autran, no Sesc Pinheiros, no dia 8 de julho, sexta-feira, às 21h, para o show de lançamento de “O Que Meus Calos Dizem Sobre Mim”. O aclamado álbum foi idealizado pelo trio de produtores Emicida, Pupillo e Marcus Preto e é o primeiro trabalho da cantora e compositora carioca de 86 anos cujo repertório inédito foi criado especificamente para sua voz e inspirado em sua biografia. Desde o lançamento, em maio passado, o álbum vem colecionando notas máximas da crítica especializada.

O respectivo show traz a íntegra do repertório de “O Que Meus Calos Dizem Sobre Mim”. São canções escritas por compositores de diversas gerações e escolas, como João Bosco, Joyce Moreno, Ivan Lins, Céu, Guilherme Arantes, Emicida, Erasmo Carlos e Tim Bernardes, entre outros. Ao novo repertório, o roteiro do espetáculo une clássicos gravados por Alaíde Costa em seus mais de 60 anos de carreira. Peças atemporais como “Onde Está Você” (Oscar Castro Neves/ Luvercy Fiorini), “Absinto” (Fátima Guedes), “Quem Sou Eu” (Johnny Alf) e “Me Deixa em Paz” (Monsueto/ Airton Amorim), canção que Alaíde dividiu com Milton Nascimento no antológico “Clube da Esquina” (1972), eleito recentemente o álbum mais importante da história da música popular brasileira.

“Ao fazer ‘O Que Meus Calos Dizem Sobre Mim’, nossa ideia inicial era sublinhar a grandeza de Alaíde Costa não apenas como intérprete ligada à Bossa Nova, movimento que surgiu para o Brasil ao mesmo tempo em que a própria artista no final da década de 1950. Mas, sobretudo, como a voz que transitou pelos mais nobres ambientes da nossa música popular”, diz Marcus Preto, diretor do espetáculo. “No show, vamos evidenciar ainda mais esse trânsito, mostrando ao público as canções que se tornaram clássicos a partir da interpretação de Alaíde. E ela vai de Milton Nascimento a Heitor Villa-Lobos, deixando sempre sua marca tão pessoal e indelével.”

Em cena, Alaíde Costa é acompanhada por um trio de base e um quarteto de metais, que vão trazer ao show o mesmo clima sofisticado do álbum de estúdio. A banda base tem Fábio Sá (baixo acústico), Conrado Góes (violão) e Vitor Cabral (bateria). O quarteto de metais é formado pelo Maestro Tiquinho (trombone), Marcelo Pereira (saxofone), Dô Carvalho (saxofone) e Cláudio Camé (trompete).

Serviço
Alaíde Costa
Dia 8 de julho de 2022. Sexta, às 21h
Ingressos: R$ 40 (inteira), R$ 20 (meia), R$ 12 (credencial plena)
Local: Teatro Paulo Autran
Duração: 90 minutos
Classificação: 10 anos

%d blogueiros gostam disto: