Luan Santana se consagra ao implantar evento em Goiânia

Com shows de Murilo Huff, Diego e Victor Hugo, Matheus Fernandes e do próprio dono da festa, Luan Santana lançou o seu “Luan City Festival”, ontem (24), no estacionamento do Serra Dourada, em Goiânia. Emocionado, o cantor relembrou o início de carreira e dedicou à mãe, Marizete Santana, a grandiosidade do projeto. Na plateia, também tocados pelo momento, a irmã Bruna e o pai Amarildo. A noiva Izadora Cunha fez coro aos grandes hits do artista. O primeiro show começou às 16h30, sob comando de Matheus Fernandes, que agitou a galera com músicas como “Balanço da Rede”, “Coração Cachorro” e “Baby me atende”. Matheus também chamou no palco o fenômeno português David Carreira, que cantou “Saturno”. Na sequência, Diego e Victor Hugo deram o tom romântico ao evento, acompanhados da plateia em sucessos como “Facas”, “Desbloqueado” e Assume a Gente”, a parceria com João Bosco e Gabriel. Por volta das 21h, Murilo Huff assumiu o comando do palco, interpretando “Dois Enganados”, cantando clássicos sertanejos e fazendo homenagem a Marilia Mendonça.

O anfitrião Luan Santana encerrou o festival e, por mais de duas horas, presenteou os fãs com um o repertório especial. Das atuais: “Erro Planejado”, “Perigo Noturno”, “Cigana”, “Seu Doutor” e “Morena”. Grandes sucessos como “Quando a bad bater”, “Choque Térmico”, “Sorria”, “Ilha”, com destaque para os hits “Meteoro”, “Amar não é Pecado”, “Sinais”, “Acordando o Prédio”, “Vingança”  e “Escreve aí”. Apaixonado pelos “modões”, o cantor ainda reviveu clássicos sertanejos, como “Convite de Casamento”, “Dois Corações e Uma História”, “Boate Azul” e “Vai pro Inferno”. No final, ele chamou Murilo Huff, Diego e Victor Hugo. Juntos levaram o público ao delírio cantando músicas de seus ídolos Chitãozinho e Xororó, Zezé Di Camargo e Luciano, Leonardo e Daniel.

O cenário foi um show à parte do “Luan City Festival”, com jogos de luzes e efeitos especiais, inspirado na Nova York dos anos 20.

“ Estou realizado. Foi o maior show da minha vida nesses quinze anos, foi um marco na minha carreira. O ‘”Luan City Festival”’ foi mais do que um festival, mais do que um show em Goiânia, o momento em que eu cheguei no local e vi a estrutura, olhei pra cima e vi essa imensidão que dá a sensação de estarmos em Nova York ou Las Vegas. Passou um filme na minha cabeça, foi um dia muito marcante. O público fez parte de um momento muito especial pra mim. E como forma de agradecimento por todos esses anos de alegria e de amor que meus fãs me deram, eu dedico tudo isso para vocês. Eu dedico a minha mãe Marizete Santana, que fez meu primeiro cenário com uma cortina de lycra e eu criei uns efeitos, ao começo de tudo a ela minha mãe, Marizete.”, afirma Luan Santana.

%d blogueiros gostam disto: