“Ainda estou em choque”, conta Masked Wolf sobre o hit “Astronaut In The Ocean”

Se você se ligou em qualquer uma das principais paradas musicais nos últimos meses, certamente se deparou o hit “Astronauts In The Ocean”. A voz por trás da música ainda era desconhecida, mas agora já se tornou uma celebridade. Trata-se de Harry Michael, ou, Masked Wolf (lobo mascarado em português), cantor australiano que vem tomando conta da cena musical.

A música é de 2019, mas ganhou força em janeiro deste ano depois que várias celebridades mundo afora passaram a compartilhar vídeos em suas redes sociais. No entanto, a carreira de Masked Wolf começou em 2018, quando ele assinou contrato com a Teamwrk Records e lançou seu single de estreia “Speed Racer” em dezembro. Todos os seus lançamentos subsequentes foram pela gravadora, até 2021 com o relançamento de ” Astronaut in the Ocean”. O hit já rendeu apresentação nos principais programas de TV e até no talk show do Jimmy Fallon, nos EUA.

Em janeiro de 2021, Masked Wolf assinou com o selo norte-americano Elektra Records, da Warner Music Group, em um contrato de vários álbuns. A expectativa é que o sucessor de “Astronauts In The Ocean” seja lançado nos próximos meses. Para falar mais do sucesso que conquistou ao redor do mundo, o Caderno Pop conversou com o rapper, que disse ainda estar em choque com tamanha repercussão.

Top 10 Global, número 1 no Emerging Artists da Billboard, Top 200 no Brasil entre vários outros charts ao redor do mundo. Como é começar 2021 sendo um dos novos artistas mais reconhecidos do mundo e com um dos maiores hits do ano?
Estou mais feliz que algo assim tenha acontecido comigo, foi completamente inesperado, não posso acreditar e ainda estou em algum tipo de choque. Ter trabalhado tanto e tanto por algo que realmente desejo e amo e, finalmente, alcançar meu objetivo é uma sensação ótima.

Em “Astronaut In The Ocean” você cita Deus (e que acredita Nele) em alguns trechos, o que não parece muito comum em músicas de rap. Acredita que todo esse sucesso tenha o dedo Dele? Afinal, a música foi lançada em 2019, mas só agora atingiu o topo. Como você trabalhou para que ela viralizasse durante esse período?
Acredito que qualquer um tem a benção de Deus se quiser a benção Dele. Às vezes você não pode ter o que não busca. Acho que sempre acreditei que ele esteve ao meu lado e que sempre houve um destino para mim na música e foi isso que eu sempre disse a mim mesmo. Acho que não fiz nada para tornar esse viral, acho que a música fala por si, e é por isso que está onde está. É na prática que isso está se provando.

Eu li em uma entrevista que o rap foi uma espécie de fuga pra você, de algumas situações da infância. Até hoje você usa a música para desabafar sobre algum tema? A pandemia, por exemplo, te fez escrever mais músicas ou buscar novos desafios? Esse escape tem alguma coisa a ver com você não usar seu nome verdadeiro na assinatura das músicas?
Sempre usarei a música para desabafar, sem fazer isso não há emoção e nem autenticidade no que faço. A pandemia não ajudou nem atrapalhou na forma como escrevi. Antes da pandemia eu já trabalhava sobre sempre falar a verdade vida e quem eu era. Eu simplesmente não gosto de usar meu nome verdadeiro nas faixas, de qualquer forma eu sou Masked Wolf e Harry Michael, nós somos os mesmos e é por isso que minha música se conecta.

Falando em pandemia, ela tem limitado viagens, divulgações presenciais de artistas e várias outras coisas no mundo do entretenimento. Como está a situação na Austrália? As coisas já estão voltando a uma certa normalidade?
[A atual situação do controle] da Covid na Austrália tem sido muito boa e sou grato por isso. No momento, estamos vivendo como se nada tivesse acontecido e basicamente estamos de volta ao normal. Nós somos super sortudos.

%d blogueiros gostam disto: