Intrínseca lança coleção “It’s Okay to Not Be Okay”, de Jo Yong e Jam San

its okay not to be okay

Lançamentos da Intrínseca em março, O menino que se alimentava de pesadelos, Criança zumbi e O cão alegre tiveram origem no k-drama It’s Okay to Not Be Okay (Tudo bem não ser normal), um dos hits da Netflix em 2020. As obras, que na produção são escritas pela personagem Ko Moon-young, são os fios condutores da trama que conquistou uma legião de fãs no Brasil e no mundo.

Com enredo sombrio e estética impecável, o k-drama explora a delicada e por vezes conturbada relação entre a escritora de livros infantis Ko Moon-young, um enfermeiro que trabalha em um hospital psiquiátrico e seu irmão mais velho, com transtorno do espectro autista. As narrativas dos livros são alegorias dos traumas e medos que esses personagens precisam enfrentar para conseguir vivenciar o amor e criar laços.

Escritas pela roteirista da produção, Jo Yong, e com belas ilustrações assinadas por Jam San, essas histórias únicas e impactantes vão surpreender os novos leitores e encantar ainda mais os fãs da série, que agora têm a oportunidade de ter os livros em mãos.

O anúncio dos livros nas redes sociais da editora causou grande comoção, e em maio a Intrínseca lança mais dois volumes dessa coleção imperdível, A mão e o tamboril e Em busca da feição real.

Jo Yong é sul-coreana e escreveu o roteiro de diversos dramas, entre eles Jugglers e Tudo bem não ser normal.

Jam San SAN atua como concept designer e ilustrador. Fez ilustrações para dramas de sucesso, como Encontro e Tudo bem não ser normal.

Livros:
O MENINO QUE SE ALIMENTAVA DE PESADELOS
Atormentado por terríveis pesadelos, um menino pede ajuda a uma bruxa para pôr fim ao seu tormento. Ela aceita ajudá-lo a apagar todas as suas lembranças ruins, contanto que prometa que vai se tornar um adulto feliz. Caso isso não aconteça, ela irá se apossar da alma dele. O tempo passa, e o reencontro dos dois não vai ser como o esperado.

CRIANÇA ZUMBI
Depois de dar à luz um menino de pele muito pálida, a mãe percebe que seu bebê não tinha sentimentos, mas possuía uma fome insaciável. Era como um zumbi. Por isso, ela o escondeu, e todo dia levava animais roubados da vizinhança para alimentá-lo. Mas, quando uma pandemia faz com que todos fujam do vilarejo, a mulher se vê obrigada a tomar medidas inimagináveis para salvar o filho.

O CÃO ALEGRE
Amarrado a uma árvore na entrada de um vilarejo, um cãozinho abanava o rabo para todos que por ali passavam. Mas, quando a noite chegava, ele só conseguia chorar. Tudo que queria era se livrar da coleira e correr por lindos campos floridos. Ao conversar com o próprio coração, o cão percebe que a chave para a tão sonhada liberdade pode estar mais perto do que imaginava.

%d blogueiros gostam disto: