Jovem Dex lança primeiro DROP de seu projeto de estreia, “É O Trap Memo!”

Foto: Rafa Costakent

Um dos nomes de maior destaque na cena Trap nacional, com números impressionantes, que ultrapassam os 450 milhões de streams nas plataformas digitais de áudio e vídeo, Jovem Dex, cantor, compositor e produtor baiano de apenas 19 anos, apresenta seu aguardado projeto de estreia, o álbum audiovisual “É O Trap Memo?!”. O artista dá início ao trabalho com o primeiro DROP, trazendo três canções inéditas, carregadas dos elementos que constituem o subgênero do Rap nascido em Atlanta, nos Estados Unidos, mas que, por aqui, ganhou contornos únicos e expressivos, tendo cada vez mais destaque. As canções chegaram na última quinta-feira (11), às plataformas digitais de áudio.

Para agitar ainda mais a cena, ele lançou na sexta-feira (12) o clipe de “Tapa”, canção-foco do DROP 1 de “É O Trap Memo?!”. Conhecido por produções audiovisuais de alto nível, o artista não deixa por menos no vídeo de sua nova faixa de trabalho, que traz uma estética gringa, repleta de referências às superproduções do gênero. Com direção de Rafa Costakent, o clipe de “Tapa” tem uma sala de aula e galpões como cenários, onde Dex e um elenco de atores e dançarinos fazem performances e coreografias que têm tudo para viralizar. O visual do clipe transmite o discurso da canção, que remete à ostentação e letras impactantes, características do Trap.

“‘ÉTPM’, pra mim, tá sendo uma parada com uma representatividade muito grande. A galera tá como nas ruas… divulgando demaaaais, na expectativa, esperando o bagulho e isso tá me deixando muito feliz, muito feliz mesmo! Tô muito empolgado. Meu Deus do céu, meu primeiro álbum! Sem contar as vivências que eu tive junto com meus amigos, com meus fiéis aqui, né mano? Fazendo a parada acontecer, produzindo o álbum. Tô feliz demais, muito empolgado pra lançar isso”, comemora Jovem Dex.

“Muita vivência, um milhão de coisas acontecendo ao mesmo tempo, trampando com a Sony, tá ligado? Nunca imaginei que ia trampar com a Sony, tamo com os melhores do lado e vou falar? Tô muito confiante! Esse bagulho vai vir e vai mudar o rumo da cena, certeza, vai trazer uma estética nova pra parada, vai ser algo que vai ser marcante pra história do hip hop nacional, tá ligado mano? Só agradecer, só agradecer. Resumindo: ´ÉTPM´, pra mim, tá sendo a luz. Gratidão!”, completa.

O projeto audiovisual será dividido em quatro DROPs, onde três deles terão três canções e um, quatro faixas, totalizando 13 músicas. O trabalho terá sua narrativa completa ao longo dos próximos dois meses. Além do clipe de “Tapa”, que chega nesta sexta-feira (12), Jovem Dex também disponibilizou, às 21h de ontem (11), os visualizers – vídeos curtos feitos para o YouTube – das outras duas faixas do DROP 1, “Obama” e “Yazuka”. A capa do primeiro volume de “É o Trap Memo?!” é assinada por Pedro Conti, que já trabalhou no clipe de “Smile”, da cantora Katy Perry.

Aquecendo para o lançamento, o artista anunciou, na noite de segunda-feira (08), a data de estreia do projeto. No Instagram, ele postou o vídeo teaser, abordando a importância do Trap em sua vida – o conteúdo alcançou mais de 250 mil visualizações em 24 horas. Já o pre-save do álbum entrou para o ranking de pre-saves mais acessados da sua gravadora, Sony Music, com quem assinou recentemente como o próximo fenômeno do gênero.

“O Trap entrou na minha vida desde que eu comecei a respirar. Eu acredito que, por ser preto, nasci predestinado a fazer isso e aí nunca mais saiu”, conta Jovem Dex no impactante teaser do projeto.

Com apenas 19 anos, Jovem Dex é cantor, compositor e produtor de enorme talento, sendo o precursor do Trap na Bahia. Natural de Feira de Santana, iniciou sua carreira, aos 17 anos, com músicas gravadas pelo celular, que chamaram a atenção da Hash Produções, com quem firmou parceria em 2018. Seu primeiro single, “NAV”, deste mesmo ano, combinou referências da cultura nordestina com o Trap, acumulando números de respeito – hoje, a canção alcança incríveis 120 milhões de plays.

Ainda em 2018, lançou, em parceria com Dimme, do Sincronia Primordial, e Zetrê, a música “Elamesh”, além dos singles “Al Capone” e “Flexin”, que foi um projeto social em formato de clipe para as crianças de Ipuaçu, distrito de Feira de Santana. Ainda no primeiro ano de carreira, iniciou shows pelo país, lotando casas e conquistando fãs. Mais hits vieram em 2019, com os lançamentos de “Money”, “Drop”, “Clima Quente”, “Tipo Uma Glock” e “Porsche”, que reforçaram sua identidade e diversidade num trapstyle futurista.

Hoje, o artista acumula mais de 450 milhões de streams de áudio e vídeo nas plataformas digitais, 266 milhões de views só no YouTube, 1.1 milhão de ouvintes mensais no Spotify, e mais de 1.1 milhão de seguidores nas redes sociais. Com um estilo musical único, Jovem Dex assinou com a Sony Music para o lançamento de seu primeiro álbum, “É o Trap Memo?!”.

%d blogueiros gostam disto: