No Dia Mundial do Rock, Doctor Pheabes lança novo single “Let’s Go” com participação de Supla

Doctor Pheabes_Divulgação

Quando quatro jovens amigos passavam noites em claro prometendo que aquele sonho viveria para sempre, nem eles mesmo sabiam que daria tão certo. O sonho é aquele clássico: viver de música e passar a mensagem que eles mesmo recebiam dos grandes grupos de rock desde cedo. Desde o início desse sonho, a banda paulistana Doctor Pheabes teve a oportunidade de tocar em alguns dos festivais de música do país como Monsters of Rock em 2013 e 2015, Lollapalooza em 2015 e 2017 e no Rock in Rio em 2017. E agora, para encerrar a divulgação do álbum “Army of the Sun”, lançado em 2019, a banda lança o single “Let’s Go”, faixa que conta com a participação do roqueiro Supla, em comemoração ao Dia do Rock.

A faixa foi composta por Supla e pelo produtor musical Bruno Agra, também ganha um clipe gravado em São Paulo, durante a quarentena respeitando o distanciamento social (cada um em sua casa). “A ideia de chamar o Supla para uma participação surgiu na época dos ensaios da Doctor Pheabes para o Rock In Rio com o próprio Supla”, conta Agra. “Eu e Kato (Khandwala, também produtor da banda) fomos para o apê do Supla na noite seguinte e escrevemos a música. O Supla e a Doctor Pheabes têm uma energia juntos muito positiva ao vivo, e trouxemos essa vibe para o estúdio”, finaliza.

“Fizemos a melodia primeiramente no violão na minha casa”, conta Supla. “Aí a canção foi tomando forma. Eu me lembro do Eduardo (Parrillo, vocalista da Doctor Pheabes) falando ‘vamos acelerar pois o supla gosta de um fast beat’ e seria uma das faixas rápidas para completar o álbum”, completa.

A Doctor Pheabes, desde 2009, vem se empenhando em fazer uma revolução em sua própria trajetória.  “Tivemos muito tempo para amadurecer como banda e como pessoas e conseguimos enxergar agora o mais importante para nós: se divertir e não perder aquela essência de amigos tocando o bom e velho rock and roll”, explica o vocalista Eduardo Parrillo.

Formada por Fernando Parrillo (guitarra), Eduardo Parrillo (vocais), Fabio Ressio (baixo) e Paulo Rogério Ressio (bateria), a Doctor Pheabes surgiu nos anos 80, com outro nome, resistiu a hiatos e ao amadurecimento de seus integrantes e chega a 2020 com um histórico impressionante e finalizando a divulgação do seu terceiro álbum “Army of the Sun”, o mais maduro da carreira. O que talvez esses meninos (agora cinquentões) não imaginassem nos anos 80 é que eles teriam a oportunidade de tocar em alguns dos maiores festivais de música do país, além de abrir shows das turnês das bandas Guns N’ Roses (2014), Black Sabbath (2016) e Rolling Stones (2016) no Brasil. Para este ano, a banda começará a trabalhar na pré-produção do quarto álbum de sua carreira, com lançamento previsto para março/2021.

O Caderno Pop conversou com o Fabio Ressio, baixista da banda. Confira:

Depois de tantos anos, entre idas e vindas, a banda permanece firme, com a mesma formação. Vocês já passaram por várias épocas e sonoridades ao longo dos anos, já tocaram em festivais… como é agora, em 2020, ter o mesmo gás pra lançar materiais novos?

2020 foi um ano bastante complicado para todos nós. Não só da parte musical, por causa da quarentena, mas também por causa das nossas perdas que tivemos entes queridos. Mas teve um outro lado muito bom. O lado dos fãs nos acolhendo nos pedindo lives para fazer. Nesse período a gente não ficou parado totalmente. Nós gravamos um álbum novo, está aí para ser lançado, tá muito bom o álbum, e o que dá essa grande força pra gente são os nossos fãs.

Clipes e músicas gravados na quarentena têm sido a saída de todos os artistas nessa época de pandemia. A faixa “Let’s Go” já tinha sido gravada antes, mas o clipe saiu agora. Como funcionou essa gravação em casa?

Foi bem diferente. A gente gravar cada um num canto. Eu na minha casa. Paulo na dele. Fernando e Eduardo juntamente com o Supla, nosso parceirão. Foi bem diferente, mas foi bastante legal o produto final que saiu desse clipe.

Vocês já tinham participado do Rock In Rio com o Supla, na época inclusive que surgiu a parceria. Mas em música, essa é a primeira colaboração de vocês?

O Rock in Rio de 2017 foi muito legal, parceria que nós tivemos com o Supla. Ele é uma pessoa bastante descontraída e bem profissional. Essa música “Let’ Go”, a gente gravou conjuntamente com ele e foi feita exclusivamente para colocar a voz dele. Ela é um estilo bem pro Supla mesmo cantar. Eu gostei bastante da música. Achei que tem uma vibe bem legal.

O álbum novo já tá programado pra sair ano que vem e agora vocês entram na pré-produção dele. Repertório já tá todo definido ou a quarentena ainda pode definir ou mudar alguma coisa?

Nosso repertório, digamos assim, está 99% fechado. Nós até gravamos uma regravação de uma música de um artista bastante conceituado. Não vou falar para vocês ainda porque tem que aguardar a hora certa. Mas pode mudar sim. Nessa época a gente fica treinando aqui, cada um na sua casa, ideias vão e vêm e porque não a gente acrescentar alguma coisa diferente né? É aguardar para ver. Eu acho que pode mudar sim.

Veja o clipe:

%d blogueiros gostam disto: