Samantha Machado estreia na Warner Music e promete álbum para ano que vem

Com criatividade e dona de versatilidade única, ao criar vocais que se adaptam a diferentes gêneros musicais, Samantha Machado é a grande promessa do cenário musical de 2020. Apesar de não se rotular em um único gênero, é conhecida por integrar batidas eletrônicas com letras autorais, como na recente “Nave Espacial”, lançada em 2019 e que já acumula mais de 10 milhões de plays.

Bastante conhecida dos ouvintes das plataformas digitais, a artista lança, nesta sexta-feira, dia 06 de dezembro, uma nova versão de “Nunca Vai Mudar”. Originalmente trabalhada em 2018, a releitura dispensa o remix e batida eletrônica, responsáveis por projetarem a cantora no mercado fonográfico, ao trazer a colaboração especial do artista francês Thibaud, que, para a nova versão, escreveu os próprios versos e rimas para compor com as linhas já feitas pela brasileira. O novo single, disponível em todas as plataformas de stream, marca a estreia da artista com a Warner Music Brasil, após a assinatura de contrato que aconteceu em outubro deste ano.

“Este foi o meu primeiro projeto fora da música eletrônica, embora esteja sendo apresentado só agora. O Thibaud é um artista incrível da França, fizemos algumas chamadas de vídeo e, mesmo com a dificuldade do idioma, conseguimos nos entender bem, tanto na criação quanto no resultado final. O convite pro projeto foi feito pelo Erick Marchetti, meu empresário e amigo, que administra a W&S Produtora”, comentou Samantha sobre o convite e colaboração.

A mistura de Brasil e França chega também em forma de clipe, dirigido e finalizado por Cristiano Ferrari, gravado em ambos os países e com a participação dos dois artistas. Diferente da antecessora, a bilíngue e dançante “Nunca Vai Mudar”, traz rimas do rap acompanhadas de percussão e violão, enaltecendo a potência vocal de Samantha.

Apesar de ter consagrado o início da carreira nos palcos de música eletrônica, em 2017, com “Portal do Universo”, além das já citadas “Nunca Vai Mudar” e “Nave Espacial”, Samantha sempre mostrou apreço pela nova MPB, pelo R&B, hip hop e trap, e esta nova versão com o francês Thibaud flerta diretamente com esta vontade da artista.

“Foi muito gratificante poder criar algo com a liberdade de escolher o que mais gosto. Meu compromisso com a vida sempre foi esse e, com a música, não poderia ser diferente. É realmente uma grande realização pessoal poder navegar em novas batidas, versatilidade é uma característica que eu faço questão de manter sempre em evidência”, celebra a artista.

“Nunca Vai Mudar” ft. Thibaud antecipa o primeiro o EP, “Volume 1”, de “MVLTIFVCETVDV EM LVPIDVCVO CONSTVNTE” (a.k.a. “Multifacetada em Lapidação Constante”), álbum de 15 faixas que ficará completo com três EPs, com cinco músicas cada. O primeiro deles ficará disponível na sexta-feira, dia 20 de dezembro. Para aquecer o público, a artista libera o set list completo.

A paulistana Samantha Machado é a perfeita mistura de flows, cores e histórias, que até hoje não se pode definir em um único gênero. Amante da música e da escrita por natureza, carrega consigo uma bagagem de vivências que transparece nas composições, sempre com reflexões profundas sobre os mais diversos temas e mistérios que fazem parte da trajetória dela.

Influenciada pelo padrinho Mydras Schmidt, foi em 2015, depois do falecimento dele, que Samantha decidiu dedicar-se integralmente à arte. Cinco anos depois, a artista celebra 1,2 milhões de ouvintes mensais no Spotify, a participação no Festival Lollapalooza 2019 e a conquista de “Nave Especial” como uma das músicas mais tocadas na rádio Energia 97 e no Rock in Rio.

O lançamento de “Nunca Vai Mudar” feat. Thibaud é só o começo da trajetória da artista com a Warner Music Brasil. Até o final de 2020, artista lançará o álbum, de nome excêntrico e extenso que sintetizam uma autodescrição da cantora, “MVLTIFVCETVDV EM LVPIDVCVO CONSTVNTE” (a.k.a. Multifacetada em Lapidação Constante em parceria com a companhia. O projeto chegará ao público dividido em três EPs, “Volume 1” – com estreia prevista para 20 de dezembro deste ano –, “Volume 2” e “Volume 3”, que reúnem cordas, batidas, duetos e boas aventuras. Produzido por Chavz, o projeto promete trazer mais viva do que nunca a essência da artista, que passa o melhor momento da carreira.

Decidida pela música em 2015, Samantha viu o caminho da vida ser traçado por diferentes acontecimentos que foram responsáveis por mudar sua vida de vez: mãe aos 22 anos e vítima de um relacionamento abusivo no mesmo ano que faria o primeiro lançamento da carreira. Em resposta, a artista escreveu “Aprisionada”, composição marcantes que emocionou e empoderou os ouvintes, dando início a uma história incrível de identificação do público.

Versátil e criativa ao criar vocais em muitos gêneros musicais, Samantha, pouco antes de assinar com a Warner Music Brasil, lançou o EP “Ponta do Iceberg”, com produção de Chavz e seis músicas inéditas. Com o projeto, o público, mais uma vez, foi surpreendido com a presença de novos gêneros. Dois meses após a estreia do projeto, a artista atingiu a marca de 1M de ouvintes mensais no Spotify.

Pensando sempre em fugir dos clichês, durante os cinco anos de história no mercado música, Samantha busca desfrutar e absorver das experiências e diversas visões de mundo, fazendo parcerias com outros artistas. Para citar alguns: Mandragora, Liu, Groove Deelight, Mariana Mello, Chapeleiro, Nog (CostaGold), Dang3r, SóCiro, Skazi, Diomedes Chinaski, entre outros.

No novo álbum, dividido em três EPs, com lançamentos planejados para 2019 e 2020, em parceria com a Warner Music Brasil, Samantha prepara uma coletânea de 15 músicas que reúne cordas, batidas, duetos e boas aventuras. Produzido por Chavz, o projeto, de nome excêntrico e extenso, sintetiza uma autodescrição: “MVLTIFVCETVDV EM LVPIDVCVO CONSTVNTE” (a.k.a. Multifacetada em Lapidação Constante) e promete trazer mais viva do que nunca a essência da artista, que passa o melhor momento da carreira.

%d blogueiros gostam disto: