Selo Musical de Babu Santana lança, hoje, o primeiro EP, que fala sobre os desafios e relacionamentos dos artistas do trap e rap

Foto: Plinio Pietro

Marcando a estreia do primeiro compilado de músicas da Paizão Records – selo musical do ator Babu Santana -, o projeto “TrapStar”, possui três faixas, orquestradas por Lacerda enquanto produtor fonográfico e na condução da lírica o trio se completa com Ramaciote e Morts. As músicas falam sobre relacionamentos na chamada “trap life” – a vida de fama, luxo e bajulação levada pelos artistas do gênero – tendo cada faixa um foco diferente.

A ideia é consolidar uma narrativa que proporciona ao ouvinte a imersão no conceito que envelopa o projeto, sem deixar de lado a ambiência leve e ao mesmo tempo forte que uma boa experiência do segmento exige. “É a linguagem com a qual os jovens de hoje em dia se identificam. Apesar de não ser minha vivência, é legítima e eu não só respeito, como também curto.”, comenta Babu.

As faixas do primeiro EP, que recebe o nome de TrapStar, são ‘Santa’, que fala sobre relacionamentos, mulheres e o diferencial que precisam ter para conquistá-las. Já a segundo single, ‘Auge’, apresenta a reflexão sobre o que é estar no topo, ter bens de consumo e dinheiro, além da fama e seus altos e baixos. Na música ‘Diferente’, terceira canção do EP, vemos a mensagem atingir o campo sideral, ou seja, estamos acima dos haters e não vamos deixar de curtir a vida.

Disponível nesta terça-feira, 31 de agosto, o EP “TrapstarVol.I” contará com um visualizer para cada faixa com representações de mulheres pretas, tendo respectivamente imagens da atriz Dandara Mariana, da influenciadora digital Lorena Vieira e da YouTuber e influenciadora Nina Gabriela. Os clipes têm direção artística de Babu Santana.

%d blogueiros gostam disto: