Vintage Culture alcança segundo lugar em parada da Billboard

Foto: Fabrizio Pepe

“In The Dark”, faixa lançada ano passado pelo DJ e produtor brasileiro Vintage Culture em parceria com os também brasileiros Fancy Inc., alcançou nesta terça-feira (4) um feito inédito na carreira do artista: o segundo lugar no mundialmente cobiçado chart Dance/Club da maior publicação de música do mundo, a Billboard americana. O single estreou no chart em dezembro e vem galgando posições deste então. Antes disso, “In The Dark” alcançou o topo dos charts do Beatport (maior site de compra de música online do gênero de música eletrônica do mundo) e foi tocada pelos aclamados DJ’s Hardwell, Tiësto e Martin Garrix (todos já foram #1 do mundo pela DJ Mag), além de Afrojack, Robin Schulz e Oliver Heldens.

“Estou muito feliz com mais essa conquista pra mim e pra música eletrônica brasileira. ‘In The Dark’ vem crescendo semana a semana e atingir o pico de segunda música no chart da Billboard comprova que o público se conectou com a forte mensagem da música”, comenta Lukas, o Vintage Culture.

Somando mais de 35 milhões de streams, incluindo as quase 14 milhões de visualizações apenas no vídeo oficial no canal do DJ e produtor no YouTube, a conquista da 2ª posição do chart de Dance/Club da Billboard vem para afirmar a constante boa fase na carreira do DJ e produtor, que inclusive já entrou na disputada lista “Forbes Under 30”, da revista Forbes.

Antes de “In the Dark”, Vintage Culture já tinha aparecido no ranking da Billboard com o seu single “Pour Over”, que chegou à posição #16 em 2018. O produtor e DJ vem sendo considerado um dos 100 melhores DJ’s do mundo pela revista britânica DJ Magazine há cinco anos consecutivos.

Vintage Culture é um projeto que não nasceu sozinho no Brasil e sim com uma cultura e uma multidão que lota estádios em seus eventos Só Track Boa. Só em 2020 estão previstos mais de 20 eventos por todo Brasil, com uma média de 27 mil pessoas em cada. Lukas Ruiz (Vintage Culture) é o embaixador e idealizador deste movimento cultural que é disseminado em eventos, lives, clipes, em sua própria marca de roupas e até em uma história em quadrinhos.

Só Track Boa estreia este ano em São Paulo como bloco de Carnaval, onde se espera um público de 300 mil pessoas. Com feitos históricos no Brasil como sold out no palco Perry do Festival Lollapalooza, e sold out no Palco New Dance Order Stage do Rock in Rio, Lukas Ruiz é hoje um empreendedor do cenário da música eletrônica brasileira, figurando inclusive na revista Forbes Under 30 e citado pelos organizadores do Festival Tomorrowland em uma lista dos 20 mais promissores artistas dos próximos anos.

Sempre se reinventando e surpreendendo o público com seu vasto acervo de músicas não lançadas que só podem ser ouvidas em seus sets ao vivo, Vintage Culture também se destaca pelas várias horas que toca com long set (em geral mais de 6 horas), além do seu já tradicional long set no Club Privilege (Búzios), em que toca sempre de 13 a 15 horas seguidas. Seus dois singles mais recentes foram marcados por acontecimentos importantes: com a faixa “Deep Inside”, lançou seu universo em quadrinhos em parceria com um dos mais respeitados estúdios de animação do mundo, ganhador de 30 Leões em Cannes; já com “In The Dark”, alcançou a segunda colocação no chart dance/club da Billboard.

Em julho deste ano, Vintage Culture se apresentará no palco principal do Tomorrowland, maior festival de música eletrônica do mundo, que acontece na Bélgica.

Assista “In The Dark”:

%d blogueiros gostam disto: