Atalhos chega com a inédita “A Tentação do Fracasso” e prepara público para novo álbum

atalhos

Após o single dream pop “Mesmo Coração”, bem recebido pelo público e mídia especializada, o duo paulista Atalhos chega nesta quinta-feira (22) com “A Tentação do Fracasso”, a inédita que prevê o álbum autoral e homônimo que será lançado pela Scatter Records em 2021.

A faixa traz a pegada rítmica explorada nos sucessos dos anos 80, de artistas como Bruce Springsteen, mas com atmosfera dos sintetizadores e texturas dos tempos atuais, que busca aguçar os sentidos do ouvinte como uma reação sinestésica.

“A composição conta sobre um caso que eu presenciei há uns anos, o suicídio de um homem que pulou do prédio ao lado do meu edifício e acabou caindo bem na entrada do meu prédio. Na letra – e no roteiro do clipe também – falamos sobre essa queda de uma pessoa que se jogou, mas que durante o momento em que está caindo acabou ganhando asas e saiu voando. A partir daí acontece toda uma viagem onírica e um mundo novo se abre”, conta Gabriel.

“Mesmo com o existencialismo existente na canção, a faixa é uma resposta afirmativa da vida, ela tem um “mood” mais pra cima, que gera uma sensação de entusiasmo, superação e, principalmente, de energia”, completa o vocalista.

Além disso, “A Tentação do Fracasso” apresenta videoclipe composto pelo vocalista e compositor criativo Gabriel Soares, que assina a direção, em meio a ilustrações assinadas por Marina Quintanilha – animadora, diretora de arte, ilustradora e cineasta conhecida por produzir clipes de Tiê, Dudu Tsuda, entre outros, além de colaborar no filme “Elena”, de Petra Costa.

Após álbum produzido por Mark Howard – ganhador do Grammy com Bob Dylan – e single “Mesmo Coração”, presente na playlist editorial Indie Brasil, do Spotify, e destaque na Hotlist da Rolling Stone, Atalhos repete a produção do chileno Ives Sepúlveda (The Holydrug Couple).

“A Tentação do Fracasso” é o segundo single inédito do disco homônimo do grupo, que será lançado pela Scatter Records no início de 2021 e foi mixado no clássico estúdio Panda (Buenos Aires), além da masterização assinada por Greg Calbi (Tame Impala, The War on Drugs).

Veja o clipe:

%d blogueiros gostam disto: