“Minha primeira composição foi aos 13 anos, com a minha primeira decepção amorosa”, conta Kamilla Maria em entrevista sobre nova fase da carreira

KAMILLA-MARIA_Easy-Resize.com_

Depois de assinar contrato com a Warner Music Brasil, a cantora e compositora goiana Kamilla Maria lançou em junho o single “Amiga Vagabunda”, uma sofrência contagiante com influências do sertanejo universitário. A música já a terceira gravada oficialmente pela cantora, que teve, entre várias inspirações ao longo da carreira, sua primeira decepção amorosa, aos 13 anos.

Essa é a primeira faixa de trabalho da artista de 24 anos, que é a mais nova aposta da companhia de música para 2021 e faz parte do cast desde março. A música, que aborda temas como traição e confiança de forma descontraída, gira em torno de um relacionamento de um casal e uma ‘amiga’, a ‘amiga vagabunda’.

Confira entrevista:
“Amiga Vagabunda”, seu primeiro single pela Warner, tem um quê de pessoal ou foi mesmo pra falar de situações que todo mundo se identifica?
Já aconteceu algumas ocasiões parecidas comigo sim. Mas, no caso da música, foi para relatar várias situações que a maioria das pessoas passam com traições em relacionamentos. Inclusive com amizades.  

Você é de Goiás, celeiro, se podemos usar esse termo, da música sertaneja. Desde pequena você já era influenciada pela música? Quando começou a compor, cantar… enfim, sua paixão pela música?
Sempre amei música desde criança. Sou de família de músico. Meu avô era apaixonado por música e tocava sanfona. Então não teve jeito, ela sempre esteve no sangue. Eu cantava em karaokê nas festinhas em família e, aos 9 anos, entrei para aula de violão, me apaixonando ainda mais. Comecei a fazer barzinhos acompanhada dos meus pais. Reuniões pequenas. E assim foi começando minha carreira. Minha primeira composição foi aos 13 anos, com a minha primeira “decepção amorosa”.  Gosto de contar nas minhas músicas não só minhas histórias, mas que envolvem e contam também a história de muita gente.

Você já tem alguns singles lançados, mas “Amiga Vagabunda” é o primeiro com destaque nacional?
Tenho três singles lançados. “Pra me amar”, “E se eu cair na sua cama” e “Showzinho”. Mas, com certeza, esse quarto single, “Amiga Vagabunda“, é o primeiro a nível nacional e que já está sendo um divisor de águas na minha carreira.

Já tem mais músicas gravadas ou compostas para lançar ainda este ano? Se sim, já temos uma data para a próxima novidade?
Temos muitas músicas boas para serem lançadas ainda este ano. Não temos uma data específica. Mas já estamos em estúdio novamente selecionando o repertório, com a mesma intensidade musical e com um estilo bem diferente de tudo que já lancei. Vem muitos hits  até o final do ano. E estou muito feliz de como as coisas estão tomando formas.

%d blogueiros gostam disto: