Miranda lança “Agora” e participa de desafio do Caderno Pop

Em julho, o Brasil foi apresentado à voz suave da carioca Miranda, que lançou naquele mês o primeiro single da carreira dela, “Eu Não”, uma música que fala sobre arrependimento e autoaceitação. Na semana passada, a jovem de apenas 22 anos lançou uma música nova, “Agora”, que ao contrário do primeiro single, fala de alegria e felicidade.

Por telefone, Miranda conversou com o Caderno Pop e contou que as duas canções foram escritas em épocas e situações diferentes. “Eu Não é uma música mais pensativa mesmo e Agora já é mais alegre, fala sobre ver as cores, sobre felicidade”, disse.

“Agora” começou a ser divulgada com uma apresentação intimista gravada na Toca do Tatu, na Vila Olímpia, em São Paulo. Por enquanto, não deve ser lançado nenhum clipe pro single. “Eu gosto de apresentações assim, acústicas, com violão, embora eu também seja fã de coisas mais elaboradas nas apresentações”, contou.

Mas o bate-papo com Miranda teve outra finalidade. Um desafio, mais precisamente. O Caderno Pop pediu que a cantora falasse cinco coisas que “ela não” faria ou comeria ou gostaria de fazer e também cinco coisas que ela faria “agora”.

A lista mais demorada foi a “Eu Não”. Miranda disse que não gosta de aranhas, ervilha, jogos de terror, jaca e feijão.

A lista de “agora” foi bem mais rápida. Sem pensar muito, ela disse que queria terminar de ler a saga dos livros de Percy Jackson; terminar duas músicas que estão na cabeça dela há um tempão (ela não quis contar pra gente como são as canções, uma pena); que tomaria sorvete, de preferência de flocos; que queria conseguir desenhar o tema do dia do Inktober, onde a ideia é fazer e postar um desenho por dia, durante o mês de outubro (o tema do dia era estrela); e por último, Miranda subiria em uma árvore. Uma lista bem diferente, né?

Miranda contou que ainda não sabe quando deve lançar um novo single, e que a ideia é que a gente reflita um pouquinho mais ainda com “Eu Não” e “Agora”, mas prometeu contar ao Caderno Pop assim que for lançar algum material.

A gente também perguntou quais são as parcerias dos sonhos da Miranda. “Eu sou bem eclética, mas se fosse pra escolher, seria com a Tiê, Anavitória e Cícero”, disse.

Pra terminar, o Caderno Pop perguntou o que a gente iria ouvir se apertasse naquele momento o play do Spotify dela. A reposta? “A Banda Mais Bonita da Cidade”. “Mas também tem bastante “Panic! at the Disco”, completou.

Cantora, compositora e multi-instrumentista carioca, Aline Loureiro de Miranda fez sua estreia na música há sete anos, quando integrava uma banda, chamada Júlia Sabe, e já participava de saraus e eventos da faculdade.

Autodidata, Miranda cursa Teoria e Produção Musical na faculdade. Extremamente estudiosa, começou sua primeira faculdade ainda com 16 anos e aprendeu a tocar violão por causa do irmão mais velho, que foi sua primeira inspiração para música, tornando-se hoje seu empresário.

Veja a apresentação de “Agora”:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: