Hotelo lança EP “Fim” com três músicas inéditas

HOTELO---Lana-Pinho-26_Easy-Resize.com
Foto: Lana Pinho

A Hotelo chega ao terceiro EP do projeto “Início, Meio e Fim”, em que cantam as diferentes fases de um relacionamento. Agora é a vez de falar sobre o “Fim”, mas sem ir para um lado todo melancólico, pelo contrário, o grupo sempre tenta uma abordagem mais otimista, e isso é o que se vê nas três faixas que compõem o EP “Fim”: “Eu Não Preciso de Ninguém”, que conta com clipe, “A Nossa História” e “Por Um Triz”.

“O EP Fim é o mais maduro dos 3 EPs em relação a letras e arranjos. Conta com duas faixas bem reflexivas sobre o término de um relacionamento (‘A nossa história’ e ‘Por um triz’) e uma sobre a superação pós término (‘Eu não Preciso de ninguém’). De uma coisa asseguramos: nem todo fim é triste”, explica o grupo.

O clipe de “Eu Não Preciso de Ninguém” teve direção de Ygor de Oliveira e mostra os quatro integrantes da banda, Deco Martins (voz), Conrado Banks (baixo/backing vocals), Julinho Pettermann (guitarra/ backing vocals) e Tito Caviglia (guitarra), em uma jornada pela liberdade. A música busca transmitir a mensagem de amor próprio. “Acreditamos que a música tem um pouco da raiz musical do Hotelo. Uma mistura de rock, reggae e ska! Ela fala sobre a superação máxima pós termino e a liberdade em sua essência mais genuína”, afirma a banda.

Já “A Nossa História” pode ser considerada a faixa mais realista sobre o fim de uma relação. O amor já não é o mesmo, há o carinho e o que se anseia é voltar a ter algum tipo de relacionamento. Em “Por Um Triz” há o desejo para que o outro seja feliz, de esperança, de que tudo vai dar certo.

Até o momento já foram disponibilizados os EPs “Início” (que conta com “Sorte”, parceria com Di Ferrero; “Conto as Horas”; e “Eu te…”), “Meio” (que traz as faixas “Mel Limão”, “Deixa Fluir” e “Maior Que Nós”, com Vitor Kley, que alcançou o primeiro lugar nas rádios do Rio de Janeiro por duas semanas, entre os dias 14/03 a 20/03 e 04/04 a 10/04, segundo o ranking da Crowley).

Como é o costume do grupo, assim como fizeram com “Mapa Astral”, o álbum foi trabalhado com um conceito. O projeto foi todo pensado e até as capas dos EPs e do álbum caminham juntas. A versão final de “Início, Meio e Fim” será uma construção da capa dos 3 EPs “Início”, “Meio” e “Fim”, que vai contando a história do casal até se encontrarem e se juntarem no álbum final. Assim, cada lançamento traz uma novidade que se completa. A paleta de cores usada também é específica para cada fase, visando marcar bem a etapa do relacionamento.

Hotelo iniciou a carreira em 2013 e traz na bagagem mais de 40 músicas lançadas (entre EPs, álbuns e singles), além de participações em festivais como Planeta Brasil, NAVE (o festival das Anavitória) e Nômade Festival. Dentre os trabalhos, se destacam o álbum “Mapa Astral” (uma música para cada signo, com participações de Dinho Ouro Preto, Anavitória, Atitude 67, Pedro Calais (Lagum), entre outros), lançado no final de 2018, que conta com mais de 5 milhões de acessos no Spotify e o single “Sorte”, lançado em outubro de 2019, que exemplifica bem o Pop leve, alto astral, com mais de 7 milhões de execuções na mesma plataforma.

O grupo é fiel a sua essência: distribuir sorrisos, cantar a felicidade e promover o amor sem deixar de lado o bom humor e autenticidade na medida certa. Morando todos juntos, eles gostam de frisar a força da amizade e dizem: “A gente não é amigo porque tem uma banda e sim temos uma banda porque somos amigos”.

%d blogueiros gostam disto: